conteúdo

Selo Social

por Fernando Néto publicado 29/04/2020 17h30, última modificação 10/12/2020 16h56

2020

Selo Social 2020A Codevasf recebeu em dezembro de 2020, pelo segundo ano consecutivo, o prêmio Selo Social DF. A certificação, concedida pelo Instituto Abaçaí Brasil, é um reconhecimento a empresas, entidades sociais e órgãos públicos que viabilizam o desenvolvimento social e promovem impactos positivos nas comunidades onde atuam.

Com o tema "Solidariedade", o Selo Social DF – ciclo 2020 teve como objetivo reconhecer e valorizar as iniciativas de boas práticas no combate à pandemia da Covid-19, relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), visando incentivar o maior número de organizações e pessoas a se mobilizarem.

Em 2020, o prêmio teve com foco o reconhecimento de ações realizadas de forma rápida e prática por meio de campanhas solidária e humanitária para ajudar pessoas em situação emergencial e de vulnerabilidade, devido as causas e consequências de desemprego em razão da quarentena e do isolamento social.

A Codevasf participou da certificação com dois projetos: Campanha solidária de arrecadação e doação de cestas básicas – Covid-19 e Campanha interna de doação de máscaras solidárias – Covid-19.

Ao todo foram mais de 110 organizações, entre elas a Codevasf, envolvidas nas formações, atividades em rede e encontros ao longo do ano. Elas realizaram mais de 900 impactos sociais em todas as áreas, ajudando o Brasil a atingir as metas dos 17 ODS da ONU.

2019

Em março de 2020, a Codevasf recebeu pela primeira vez o Selo Social – ciclo 2019. No Distrito Federal, foram certificados projetos de 33 instituições públicas, privadas e da sociedade civil organizada que demonstraram compromisso social. A Codevasf foi a única empresa pública federal que obteve o selo no DF nesse ciclo.

Selo Social 2019As instituições e projetos certificados passaram por um processo com critérios preestabelecidos por um conselho local e tiveram assessoria do instituto durante o período de capacitação. Em 2019, no terceiro ciclo de avaliação do selo, o tema da campanha foi “Inovando e Integrando o Distrito Federal”. A Codevasf participou da certificação com os projetos Ecoponto e Bazar da Reutilização.

O Ecoponto tem como objetivo possibilitar o condicionamento e armazenamento temporário e correto dos resíduos gerados na empresa, possibilitando a posterior destinação ambientalmente adequada. Já o Bazar da Reutilização foi uma ação alusiva ao Dia Internacional da Reciclagem, celebrado em 17 de maio, para arrecadar utensílios domésticos e elétricos, calçados, roupas de cama, mesa e de uso pessoal. O material arrecadado foi destinado ao Abrigo dos Idosos, localizado nos arredores de Brasília.

Os dois projetos foram iniciativas da Comissão de Implantação do Plano de Gestão de Logística Sustentável (PLS) da Codevasf/Sede, em parceria com a Área de Gestão Administrativa e Suporte Logístico da Codevasf, com apoio da Comissão de Gestão de Resíduos e da Comissão de Implantação da Agenda Ambiental da Administração Pública (A3P).

Revista Selo Social

Revista Selo Social 2019A 3ª edição da Revista Selo Social Distrito Federal divulgou os projetos desenvolvidos pela Codevasf e outras 32 organizações certificadas no ciclo 2019, por meio de 77 projetos sociais, que resultaram em 179 impactos sociais.

Os dois projetos da Companhia -  Ecoponto e Bazar da Reutilização - possibilitaram sete impactos sociais nas áreas de cultura, economia, educação e meio ambiente. 

Confira os projetos da empresa na página 40 da publicação (abre numa nova aba).

Sobre o selo

Segundo Instituto Abaçaí Brasil, o Selo Social é um programa de qualificação e mensuração dos resultados de projetos sociais, por meio de monitoramento e reconhecimento dos impactos sociais que demonstram a transformação dos territórios, com ênfase na capacitação e integração de empresas, órgãos públicos e organizações da sociedade civil.

Além do Distrito Federal, o programa já foi implantado em municípios de São Paulo, Santa Catarina e Minas Gerais.

*Com informações do Instituto Abaçaí/Selo Social (www.selosocial.com)

Notícia relacionada:

Leia também: