Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Codevasf estrutura cadeia produtiva do mel no Maranhão
conteúdo

Notícias

Codevasf estrutura cadeia produtiva do mel no Maranhão

A estruturação e o fortalecimento da cadeia produtiva do mel na zona rural do Maranhão vêm sendo objeto de atenção da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf): são mais de R$ 2 milhões investidos e 5.990 colmeias implantadas desde 2012, o que está levando nova alternativa de trabalho e renda para 279 famílias que vivem em localidades fortemente afetadas pela estiagem prolongada.
publicado: 11/02/2015 11h24, última modificação: 20/06/2018 17h30

A estruturação e o fortalecimento da cadeia produtiva do mel na zona rural do Maranhão vêm sendo objeto de atenção da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf): são mais de R$ 2 milhões investidos e 5.990 colmeias implantadas desde 2012, o que está levando nova alternativa de trabalho e renda para 279 famílias que vivem em localidades fortemente afetadas pela estiagem prolongada.

A ação faz parte do eixo de inclusão produtiva do Plano Brasil sem Miséria, e inclui aquisição de equipamentos, restruturação de unidade de beneficiamento de mel e a aplicação de logística de armazenamento e de escoamento da produção visando à comercialização do mel.

“Inicialmente, verificamos o potencial apícola do estado do Maranhão, que vinha crescendo, e foi diagnosticada a necessidade de incentivar a produção. Para isso, foram distribuídas 5.990 colmeias, além de macacões, botas, fumigadores e de todo o equipamento necessário para a produção”, explica o gerente de Revitalização de Bacias Hidrográficas na 8ª Superintendência Regional da Codevasf, Sérgio Costa.

As famílias atendidas estão localizadas em comunidades rurais de nove municípios maranhenses: Alto Alegre do Maranhão, Anajatuba, Bacabeira, Buriti Bravo, Centro Novo do Maranhão, Colinas, São João Batista, Viana e Zé Doca.

Além das colmeias, os kits de apicultura distribuídos são compostos por equipamentos de proteção individual, cera alveolada, formão, fumigador, coletores de pólen, garfos desoperculadores, baldes plásticos e telas de transportes.

Unidade de beneficiamento

MelRhael Viana Santos, apicultor no município de Centro Novo do Maranhão, comemora os resultados obtidos em sua propriedade. “Antes eu trabalhava com dez caixas de metal emprestadas. Agora eu tenho o equipamento correto e tudo completo – fumigador, formão, macacão, luva. Tive um aumento de 100% na minha produção, já que agora eu tenho o material apropriado. Tudo isso fez com que eu tivesse um aumento na renda da minha família,” garante.

Em outra ação de fomento da cadeia produtiva do mel, a Codevasf investiu aproximadamente R$ 124 mil na restruturação da Unidade de Beneficiamento de Mel da Associação de Criadores e Produtores Rurais do Município de Bacabeira. O recurso foi empregado na construção de muro e na pavimentação em bloquete do empreendimento, visando atender às especificações exigidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e pela Vigilância Sanitária.

Apoio à comercialização

Já para o apoio à comercialização da produção foram adquiridos 410 tambores para acondicionamento de mel, 400 baldes plásticos de 18 litros, 300 bandejas de aço, 300 baldes de inox de 20 litros com peneira e 205 estrados em PVC, sendo investidos cerca de R$ 170 mil.

Os equipamentos são destinados às associações de beneficiários que detenham Unidades de Beneficiamento de Mel nos municípios de Anajatuba, Bacabeira, Centro Novo do Maranhão, São João Batista e Viana. O objetivo é agregar valor ao produto e auxiliar na adequação às normas sanitárias e de higiene.

Veja imagens ilustrativas no Flickr da Codevasf:

https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157644206727861

Conheça a nova plataforma de divulgação de notícias da Rádio Codevasf:

https://soundcloud.com/codevasf