Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2015 > Codevasf alcança mais de 21 mil famílias alagoanas com cisternas do Água para Todos
conteúdo

Notícias

Codevasf alcança mais de 21 mil famílias alagoanas com cisternas do Água para Todos

O número de famílias beneficiadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Alagoas com as cisternas de abastecimento humano do programa Água para Todos já supera a marca de 21 mil. Cerca de 100 mil pessoas estão sendo beneficiadas. A capacidade de armazenamento das cisternas, em conjunto, supera os 330 milhões de litros de água – cada reservatório tem capacidade de armazenamento de 16 mil litros e pode suprir as necessidades básicas de uma família de cinco pessoas por períodos de estiagem de até seis meses.
publicado: 30/01/2015 17h18, última modificação: 20/06/2018 17h30

O número de famílias beneficiadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Alagoas com as cisternas de abastecimento humano do programa Água para Todos já supera a marca de 21 mil. Cerca de 100 mil pessoas estão sendo beneficiadas. A capacidade de armazenamento das cisternas, em conjunto, supera os 330 milhões de litros de água – cada reservatório tem capacidade de armazenamento de 16 mil litros e pode suprir as necessidades básicas de uma família de cinco pessoas por períodos de estiagem de até seis meses.

Mais de cinco mil famílias ainda serão beneficiadas no estado pela Codevasf, parte das quais identificadas em um trabalho ativo de busca por pessoas que vivem com acesso precário a água. Esse trabalho de busca é realizado conjuntamente por técnicos da Codevasf e membros de comitês gestores municipais do Água para Todos, dos quais fazem parte representantes de associações, cooperativas, igrejas, organizações diversas da sociedade civil e poder público. Para atender à demanda adicional, a Codevasf solicitou ao Comitê Gestor Nacional do programa uma ampliação do número de cisternas destinadas a Alagoas.

"O sucesso do Água para Todos em Alagoas se deve basicamente à integração entre a Codevasf e as comunidades atendidas pelo programa. Em cada município em que entramos com as ações do programa nós formamos um comitê gestor municipal. Foi por meio desses representantes que as comunidades falaram de suas necessidades”, explica a coordenadora regional do Água para Todos na superintendência da Codevasf em Alagoas, Thaíse Tojal. “Famílias que moravam em locais de difícil acesso, que ainda não tinham sido atendidas, foram 'achadas' pela Codevasf com o auxílio dos comitês gestores. Nós fizemos um trabalho incansável de busca ativa", acrescenta.

O trabalho de identificação de famílias com necessidade de cisternas continua em alguns municípios, especialmente em Olivença, onde a situação de emergência foi reconhecida pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional devido aos efeitos da estiagem.

Cisterna do Água para TodosAs ações do Água para Todos são segmentadas em quatro etapas: mobilização comunitária com a formação do Comitê Gestor Municipal do programa; cadastramento de famílias de acordo com critérios do programa e validação dos cadastros pelo Comitê Gestor Municipal; capacitação das famílias para gestão da água das cisternas e, finalmente, implantação das cisternas nas residências das famílias. Escolas e postos de saúde situados nos municípios alcançados pela Codevasf também são beneficiados.

O coordenador do Comitê Gestor Municipal de Estrela de Alagoas, Edilson Silva, credita os resultados alcançados até o momento à parceria firmada entre Codevasf e comunidades. Estrela de Alagoas foi o primeiro município do estado a ser atendido pelo Água para Todos, ainda em 2011. “Aqui em Estrela de Alagoas nós envolvemos os membros do comitê, os representantes das comissões comunitárias e também os agentes de saúde para chegar a esse sucesso todo. Fizemos um trabalho de busca ativa com pessoas que conhecem todas as comunidades e conseguimos chegar a essas famílias. Se fosse feito de forma isolada, seria quase certo que muita coisa iria dar errado", avalia Silva, que no comitê representa a Associação Comunitária Nossa Senhora da Conceição.

Veja fotos ilustrativas no perfil da Codevasf no Flickr:
https://www.flickr.com/photos/codevasf/sets/72157643660129705

Ouça as notícias da Rádio Codevasf:
https://soundcloud.com/codevasf