Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2022 > Governo Federal anuncia R$ 7,5 milhões em investimentos para segurança hídrica de Sergipe
conteúdo

Notícias

Governo Federal anuncia R$ 7,5 milhões em investimentos para segurança hídrica de Sergipe

Recursos serão destinados a instalação de cisternas e retomada de obras em projetos de irrigação
publicado: 06/05/2022 17h31, última modificação: 06/05/2022 18h10

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Codevasf, vai investir R$ 7,5 milhões em segurança hídrica e desenvolvimento regional no estado de Sergipe. Ao todo, nove municípios serão beneficiados com a instalação de 454 cisternas e a retomada da reforma de canais dos projetos de irrigação Propriá e Betume. O ministro Daniel Ferreira, do Desenvolvimento Regional, e o diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira, anunciaram as ações nesta sexta-feira (6), no município de Propriá (SE) — participaram do evento o superintendente regional da Codevasf em Sergipe, Marcos Alves Filho, parlamentares e autoridades locais.

Governo Federal anuncia R$ 7,5 milhões em investimentos para segurança hídrica de Sergipe.jpeg"O nosso foco é não deixar obras paradas. Estamos retomando importantes projetos para a população, gerando empregos e melhorando as condições para a produção agrícola", disse o ministro Daniel Ferreira.

“Vamos trazer benefícios para a população de Sergipe com ações de arranjos produtivos, pavimentações e retomada de obras, entre outras. A Codevasf também está agindo para revitalizar o Rio São Francisco e proporcionar mais qualidade de vida”, afirmou o diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira.

Projetos de irrigação e cisternas

As obras para a retomada da reforma de canais dos projetos de irrigação Propriá e Betume terão investimentos federais de R$ 4 milhões e serão empreendidas pela Codevasf. Serão beneficiados os municípios de Propriá, Cedro de São João, Telha, Neópolis, Ilha das Flores e Pacatuba. A expectativa é de que sejam gerados 2,4 mil empregos diretos, indiretos e induzidos.

O projeto irrigado Propriá conta com 1.177 hectares de área irrigável e tem como fontes hídricas o Rio São Francisco e o riacho Jacaré — em funcionamento desde 1976, conta com 41 quilômetros de canais, 95 quilômetros de drenos, 42 quilômetros de estradas, 11 quilômetros de diques e três estações de bombeamento.

O projeto Betume, por sua vez, possui 2.860 hectares de área irrigável e está em operação desde 1978; com estrutura que inclui 148 quilômetros de rede de irrigação, o perímetro tem como fontes hídricas o Rio São Francisco e o riacho Betume.

A partir de junho deste ano, serão instaladas 454 cisternas nas cidades de Poço Redondo, Porto da Folha e Monte Alegre de Sergipe. Os investimentos federais nessa ação, que também será realizada pela Codevasf, são de R$ 3,5 milhões.

Revitalização

A Codevasf realizou durante o evento desta sexta-feira a inserção de 15 mil camarões-pitu e 10 mil alevinos de xira no rio São Francisco. O objetivo é recompor e revitalizar a ictiofauna local. Os camarões e os peixes foram produzidos no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Betume (CIB), unidade de produção e pesquisa da Codevasf localizada no município de Neópolis (SE).

A produção de camarão-pitu é realizada por meio de pesquisas experimentais em parceria com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) — Polo Penedo. Na unidade, também são realizados experimentos de cultivo consorciado de tilápia e camarão gigante da Malásia, iniciativa que busca incentivar novas alternativas econômicas na região do Baixo São Francisco.