Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > Módulos sanitários melhoram condições de higiene e saúde na zona rural de Morro do Chapéu (BA)
conteúdo

Notícias

Módulos sanitários melhoram condições de higiene e saúde na zona rural de Morro do Chapéu (BA)

publicado: 08/07/2020 16h36, última modificação: 08/07/2020 16h47

A Codevasf está concluindo a construção de 49 módulos sanitários em comunidades do interior do município de Morro do Chapéu — localizado a cerca de 390 km a Noroeste de Salvador, na região oriental da chapada Diamantina. A ação do Governo Federal está sendo empreendida pela 6ª Superintendência Regional da Companhia, sediada em Juazeiro (BA). Houve investimento de cerca de R$ 330 mil na construção dos módulos — os recursos são oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e foram destinados à Codevasf por meio de emenda parlamentar.

Módulos sanitáriosForam construídas 14 unidades sanitárias no distrito de Duas Barras do Morro, 10 no povoado Mônica, 10 em Várzea Grande e 10 em Flores — e 5 estão sendo instaladas em Jacarezinho. “Isso vai melhorar muito nossa vida, principalmente na questão da saúde, que era uma coisa que a gente estava precisando”, avalia a dona de casa Damiana da Silva Matos, que mora em Jacarezinho.

Também conhecidos como banheiros rurais, os módulos sanitários são construídos em alvenaria, com uso de blocos cerâmicos, e contam com instalações hidrossanitária e elétrica. As unidades possuem vaso sanitário com caixa de descarga, pia, chuveiro e iluminação. Pelo lado de fora, acima da construção, os banheiros possuem reservatório de água (caixa d’água) com capacidade de 310 litros. Nas proximidades dos banheiros são construídos fossa séptica e sumidouro.

Os módulos sanitários são implantados após criteriosa análise do local, que deve atender a condicionantes ambientais como distanciamento mínimo de mananciais, poços e áreas de proteção ambiental permanente. Também são realizados estudos pedológicos prévios, para análise das condições do solo — isso permite avaliação quanto à adequação do solo para a vazão de infiltração, para que não haja risco de transbordamentos e/ou contaminação de águas subterrâneas.