Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2020 > MDR apresenta Balanço de Gestão 2020
conteúdo

Notícias

MDR apresenta Balanço de Gestão 2020

publicado: 23/12/2020 15h25, última modificação: 23/12/2020 15h54

O diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Marcelo Moreira, participou nesta terça-feira (22) da apresentação do balanço de ações e entregas realizadas em 2020 pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) nas áreas de segurança hídrica, saneamento, mobilidade urbana, defesa civil, habitação e desenvolvimento regional. Também foram abordadas as perspectivas do ministério para 2021.

MDR apresenta Balanço de Gestão 2020.jpegSegundo informações do MDR, em 2020, o ministério e suas instituições vinculadas – entre elas a Codevasf – concluíram 6,2 mil obras de pequeno, médio e grande portes nas áreas de habitação, saneamento, mobilidade, desenvolvimento regional e urbano, segurança hídrica e proteção e defesa civil. Ainda de acordo com o ministério, em média, foram 17 obras entregues por dia, o que reforça o compromisso do governo federal em reduzir as desigualdades regionais e melhorar a qualidade de vida do povo brasileiro.

As ações do MDR e vinculadas contribuíram para a manutenção e a geração de quatro milhões de empregos diretos, indiretos e induzidos. “Mesmo com todas as dificuldades econômicas que enfrentamos, conseguimos concluir todas essas obras. Nós, que somos o ´Ministério das Águas´, levamos esse bem tão precioso para as torneiras de milhares de pessoas”, afirma o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

De acordo com o ministro, a retomada e a não paralisação de obras foram determinações do presidente da República. “Não deixar obras paradas é um ato de respeito com o dinheiro público, com o Brasil. Essas ações contribuem com toda a cadeia produtiva e de serviços”, completa.

O MDR apresentou ainda os avanços na reestruturação e modernização de políticas públicas estruturantes para ampliar investimentos por meio de parcerias público-privadas, apoiar e ampliar as oportunidades dos setores produtivos e melhorar a qualidade de vida da população.

“O novo Marco Regulatório do Saneamento e o programa habitacional Casa Verde e Amarela trazem mudanças estruturantes nos processos e na legislação, dando eficiência à aplicação dos recursos públicos”, diz o ministro. “Além disso, esses instrumentos contribuem com a atração de investimentos da iniciativa privada e nos possibilitam utilizar outras fontes que não onerem ainda mais a União”, explica.

Confira a apresentação do balanço do MDR (arquivo PDF)

*Com informações do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR)