Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Codevasf e Governo de Sergipe consolidam demandas hídricas do Canal Xingó
conteúdo

Notícias

Codevasf e Governo de Sergipe consolidam demandas hídricas do Canal Xingó

publicado: 30/08/2019 11h26, última modificação: 30/08/2019 11h29

XingóTécnicos da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e do Governo de Sergipe voltaram a discutir as demandas de uso da água do Canal Xingó. Em reunião realizada nesta semana, na sede da Codevasf, houve avanço para consolidação dessas demandas, etapa necessária para a continuidade da elaboração do projeto básico da primeira fase do canal. 

No encontro, foram atualizadas as demandas hídricas para aproveitamento da água a ser fornecida pelo Canal Xingó. Ficou definida a vazão necessária para o atendimento a projetos de irrigação e manchas de solo irrigáveis ao longo do percurso do canal, bem como para o fornecimento de água destinada ao abastecimento humano. Projetado como um canal de usos múltiplos, o Canal Xingó deverá atender também a assentamentos rurais, agroindústrias, entre outros. 

Após essa etapa, será possível dar continuidade aos trabalhos de engenharia previstos para a elaboração do projeto básico da primeira fase do canal. Contratado pelo valor de R$ 10,9 milhões, o serviço de elaboração do projeto básico inclui estudos técnicos de topografia, geotecnia e pedologia necessários para dimensionamento do canal de distribuição de água e das áreas beneficiadas pelo projeto. 

O projeto básico irá nortear o trecho inicial do empreendimento, que vai desde a captação de água no reservatório de Paulo Afonso IV, na Bahia, passando por Santa Brígida (BA) e Canindé de São Francisco (SE), até o antigo reservatório R-5, em Poço Redondo (SE), totalizando 114,55 km. O serviço de elaboração do projeto básico da primeira fase do Canal Xingó foi iniciado em 2018. 

Além de técnicos da Codevasf e da Secretaria de Estado Geral de Governo, a reunião contou com a participação da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro), da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) e do consórcio contratado para a elaboração do projeto básico.