Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2019 > Articulação da Codevasf com Banco do Nordeste pode beneficiar projetos de irrigação do Médio São Francisco baiano
conteúdo

Notícias

Articulação da Codevasf com Banco do Nordeste pode beneficiar projetos de irrigação do Médio São Francisco baiano

publicado: 02/09/2019 15h51, última modificação: 04/09/2019 15h26

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) tem promovido diálogo entre representantes do Banco do Nordeste e produtores do Médio São Francisco baiano. Reuniões realizadas recentemente nos projetos de irrigação Formoso e Ceraíma – localizados respectivamente nos municípios de Bom Jesus da Lapa e Guanambi – tiveram como objetivo a articulação para oferta de linhas de crédito a produtores dos projetos.

Projeto Ceraíma“A Codevasf e o Banco do Nordeste são parceiros históricos no relacionamento com os irrigantes. Discutimos estratégias para regularização de dívidas e concessão de novos créditos em Formoso e para atendimento aos irrigantes de Ceraíma, que estão prontos para investir nas atividades produtivas”, afirma o superintendente do Banco do Nordeste na Bahia, José Gomes da Costa, que visitou os projetos. Na avaliação de Costa, com o crédito os produtores poderão expandir capacidade de produção, gerar empregos e melhorar as condições de vida de suas famílias.

De acordo com o superintendente regional da Codevasf na região, Harley Nascimento, a parceria busca estreitar laços entre a instituição e demais agentes envolvidos na produção dos projetos. “O crédito é fundamental para renovação das culturas e investimentos em novas tecnologias de produção. Portanto, a Codevasf buscou o Banco do Nordeste para essa empreitada e o resultado está acima das nossas expectativas. Em breve, teremos novos contratos sendo assinados”, avalia.

As reuniões nos projetos de irrigação Formoso e Ceraíma contaram com a participação ativa dos próprios produtores. “Foi uma reunião muito proveitosa, porque permitiu muitos esclarecimentos para os produtores, que tiraram dúvidas sobre os mecanismos de acesso ao crédito”, diz Enderson Souza, gerente-executivo do Distrito de Irrigação Formoso.