Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Universidade Federal do Oeste da Bahia
conteúdo

Notícias

Universidade Federal do Oeste da Bahia

Esta semana foi realizada, na cidade de Barreiras, a audiência pública para a implantação da Universidade Federal do Oeste da Bahia. O superintendente da Codevasf, Lourival Gusmão, esteve presente no evento, enfatizando o importante processo de participação e apoio da Codevaf na discussão e implantação da universidade.
publicado: 11/05/2012 16h55, última modificação: 20/06/2018 17h12

Esta semana foi realizada, na cidade de Barreiras, a audiência pública para a implantação da Universidade Federal do Oeste da Bahia. O superintendente da Codevasf, Lourival Gusmão, esteve presente no evento, enfatizando o importante processo de participação e apoio da Codevaf na discussão e implantação da universidade. "Principalmente pela contribuição para o desenvolvimento regional dessa importante região do Vale do São Francisco, por meio da formação de Capital Social", acrescentou.

A UFOBA tem em seu formato original a implantação de quatro campi nas cidades baianas de Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Barra e Luiz Eduardo Magalhães, todas na área da 2ª Superintendência Regional da Empresa

A Codevasf vem auxiliando no processo, por meio de estudos de viabilidade logísticos e apoio nas possíveis definição de áreas para a implantação das sedes e áreas experimentais. O estudo de viabilidade das cidades de Bom Jesus da Lapa, Santa Maria da Vitória e Guanambi, por exemplo, foi executado pela Codevasf.

Lourival Gusmão, afirmou, no evento, que o processo de implantação da UFOBA tem o apoio irrestrito da Codevasf, pois tem como objetivo paralelo de levar desenvolvimento para o médio São Francisco baiano, principalmente na pesquisa e convênios na área do Programa de Revitalização de Bacias Hidrográficas e nos projetos e estudos alternativas para a convivência com o semiárido, para que os flagelos da seca na região sejam inseridas na essência dos objetivos dessa nova Universidade. Acrescentou que todas as cidades deverão participar da implantação.