Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Segunda etapa do Água para Todos
conteúdo

Notícias

Segunda etapa do Água para Todos

O programa Água para Todos está avançando nas ações que visam garantir o recurso hídrico para produção agrícola e alimentar, a “segunda água”, na região do Médio São Francisco baiano.
última modificação: 20/06/2018 17h14

O programa Água para Todos está avançando nas ações que visam garantir o recurso hídrico para produção agrícola e alimentar, a “segunda água”, na região do Médio São Francisco baiano. A Superintendência Regional da Codevasf em Bom Jesus da Lapa está executando 20 barreiros nos municípios de Guanambi, Palmas de Monte Alto, Matina, Bom Jesus da Lapa e Pindaí. Cada um receberá quatro barreiros com acumulação média de 3.500 m³ de água. O investimento total é de R$ 600 mil para beneficiar, até o momento, 380 famílias.

Em Matina, os barreiros já estão em fase de conclusão, assim como em Pindaí, onde o trabalho de escavação e limpeza já foram finalizados, restando apenas o término dos vertedouros. Em Guanambi, dois já estão em execução, e em Pindaí, um. No início de setembro, começam as obras das localidades de Bom Jesus da Lapa.

O fiscal da Codevasf, Jackson Ubiratan Ladeia, afirma que a entrega de todos os barreiros está prevista para novembro e que a Companhia está empenhada em concluir as obras nesse prazo, pois é quando tem início o período chuvoso e as barragens tem de estar preparadas para acumulação da água das chuvas.


Participação social

A segunda fase do Água para Todos adota o mesmo formato de controle social que a primeira, com formação de Comitês Gestores Municipais e Comissões Comunitárias, que indicam as comunidades e os beneficiários de acordo com critérios estabelecidos pelo programa.

A indicação dos barreiros ainda passa por uma avaliação ambiental feita por técnicos da Codevasf e pelo licenciamento ambiental emitido pelo Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema), na modalidade dispensa. São realizadas visitas de inspeção de campo para analisar restrições ambientais, como localização em corpo hídrico ou Área de Preservação Permanente (APP), e a necessidade de supressão de vegetação.

Nessa etapa do programa, também ocorre a conscientização das famílias quanto a boa utilização do manancial hídrico e forma coletiva de utilização. Uma equipe contratada pela Codevasf capacita os beneficiários no curso de Gestão das Águas e Associativismo.

A “segunda água” do Água para Todos prevê ações como instalação de cisternas de produção, construção de barreiros, implantação de kits de irrigação e kits de produção.