Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Projetos de canal e de corredor de transportes são apresentados pela Codevasf a comitê do São Francisco
conteúdo

Notícias

Projetos de canal e de corredor de transportes são apresentados pela Codevasf a comitê do São Francisco

O presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, apresentou aos membros do Comitê da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco (CBHSF), nesta quinta-feira (4), dois importantes projetos da empresa. Um deles, o projeto Canal do Sertão Baiano, prevê a oferta de água do rio São Francisco a 37 municípios do semiárido do estado da Bahia, sobretudo para abastecimento humano, por meio de um canal que poderá alcançar 350 km de extensão; o outro, o projeto Corredor Multimodal de Transportes do rio São Francisco, prevê revitalização e integração das estruturas hidroviária, rodoviária, ferroviária e portuária dos estados que compõem a bacia hidrográfica do rio, tendo como eixo condutor sua hidrovia – neste projeto a Codevasf atua como financiadora dos estudos que estão sendo realizados pelo Banco Mundial. Os projetos foram apresentados durante a XIII Plenária Extraordinária do Comitê, realizada no auditório da Agência Nacional de Águas (ANA), em Brasília.
publicado: 04/04/2013 15h10, última modificação: 20/06/2018 17h16

O presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, apresentou aos membros do Comitê da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco (CBHSF), nesta quinta-feira (4), dois importantes projetos da empresa. Um deles, o projeto Canal do Sertão Baiano, prevê a oferta de água do rio São Francisco a 37 municípios do semiárido do estado da Bahia, sobretudo para abastecimento humano, por meio de um canal que poderá alcançar 350 km de extensão; o outro, o projeto Corredor Multimodal de Transportes do rio São Francisco, prevê revitalização e integração das estruturas hidroviária, rodoviária, ferroviária e portuária dos estados que compõem a bacia hidrográfica do rio, tendo como eixo condutor sua hidrovia – neste projeto a Codevasf atua como financiadora dos estudos que estão sendo realizados pelo Banco Mundial. Os projetos foram apresentados durante a XIII Plenária Extraordinária do Comitê, realizada no auditório da Agência Nacional de Águas (ANA), em Brasília.

Em relação ao Canal do Sertão Baiano, o presidente da Codevasf ressaltou a importância do Comitê da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco nas discussões sobre o assunto. “O tema é polêmico porque envolve a retirada de água rio. O Comitê tem o direito e a prerrogativa de participar do processo. As discussões se desenvolvem tendo-se como ponto de partida o fato incontornável de que há escassez hídrica no Nordeste”, disse Vaz. Ele também expôs ao Comitê as características do contrato de consultoria que a Companhia mantém com o Corpo de Engenheiros do Exército Americano (Usace), que tem larga experiência em navegação de cabotagem, para revisão de projetos de navegação do São Francisco e as características do trabalho de contenção de barrancas desenvolvido no rio pelo Exército brasileiro.

Corredor Multimodal

Os estudos relacionados ao projeto do Corredor Multimodal de Transportes do rio São Francisco são desenvolvidos pelo Banco Mundial, por meio de contrato com a Codevasf. O objetivo do projeto é promover a integração de modais de transporte na área de influência do rio e, assim, impulsionar o desenvolvimento. “A Codevasf é uma companhia de desenvolvimento. Buscamos promover o desenvolvimento e a integração regional e temos especial interesse em viabilizar economicamente os projetos de irrigação que mantemos. O uso do rio São Francisco para transporte de mercadorias é uma medida eficiente e de baixo custo na comparação com o uso de outros meios de transporte”, afirma Vaz. Para acompanhar e monitorar o projeto do corredor, o governo federal instituiu em novembro de 2012 um Grupo de Trabalho Interministerial (GTI), do qual a Codevasf faz parte ao lado dos ministérios dos Transportes e da Integração Nacional, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e do governo da Bahia – este último como membro convidado.

Canal do Sertão Baiano

O Canal do Sertão Baiano levará água do rio São Francisco a reservatórios que abastecerão áreas urbanas e rurais de 37 municípios do estado da Bahia, localizados na região das bacias hidrográficas dos rios Salitre, Tatauí, Tourão/Poções e Vaza-Barris, que cobrem uma área aproximada de 53,9 mil km². As prioridades de uso da água transportada pelo canal serão, nesta ordem: abastecimento humano, dessedentação animal, desenvolvimento regional (com oferta de água para a pecuária e a aquicultura, por exemplo) e revitalização de projetos de irrigação já existentes. O desenho inicial do projeto, que passará por adaptações depois da conclusão dos estudos de viabilidade, prevê a tomada d’água do São Francisco nas proximidades do município de Sobradinho, e seu transporte, por cerca de 350 km, até a barragem de São José do Jacuípe. Atualmente a Codevasf trabalha na elaboração do edital de licitação que contratará os estudos de viabilidade social, técnica, econômica e ambiental e o anteprojeto de engenharia. Os recursos para a contratação, de R$ 12 milhões, estão assegurados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/05-presidente-da-codevasf-apresenta-projetos-ao-comite-da-bacia-hidrografica-do-rio-sao-francisco.mp3