Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Projeto de Piscicultura na comunidade Piranhas (BA)
conteúdo

Notícias

Projeto de Piscicultura na comunidade Piranhas (BA)

O superintendente da Codevasf em Bom Jesus da Lapa, Luiz Geraldo Sciam de Bastos, e o representante do Banco do Brasil no município, Sandro Ney, visitaram as obras e serviços do projeto de piscicultura da comunidade de Piranhas.
publicado: 14/03/2007 17h11, última modificação: 20/06/2018 17h06


O superintendente da Codevasf em Bom Jesus da Lapa, Luiz Geraldo Sciam de
Bastos, e o representante do Banco do Brasil no município, Sandro Ney,
representando a Fundação Banco do Brasil, visitaram as obras e serviços do
projeto de piscicultura da comunidade de Piranhas. O projeto faz parte do
Arranjo Produtivo Local (APL) de Piscicultura da Codevasf.
A proposta do projeto é instalar 60 tanques-redes na localidade, com capacidade
para produção de 30 toneladas/ano de tilápia. Os recursos são provenientes de
convênios com a Fundação Banco do Brasil (R$ 45.470) e Ministério do
Desenvolvimento Agrário (R$ 220.000). A Codevasf, além de coordenar o
projeto, presta assistência técnica, fornece os alevinos e capacita os
produtores.

Além do projeto de piscicultura, foram visitadas, também, as hortas comunitárias
do projeto PAIS (nome atual da antiga mandala, um sistema auto-suficiente de
agricultura familiar desenvolvido pelo Sebrae). São cinco unidades nas
comunidade de Piranhas, atendendo 15 famílias. O PAIS está sendo executado em parceria com o Sebrae, Fundação Banco do Brasil e Codevasf. Estão sendo
implantadas 30 unidades no município de Bom Jesus da Lapa e mais 60 em diversos municípios da área de atuação da Superintendência.