Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Produção de perímetros irrigados da Codevasf cresce 11% e alcança R$ 1,4 bilhão em 2012
conteúdo

Notícias

Produção de perímetros irrigados da Codevasf cresce 11% e alcança R$ 1,4 bilhão em 2012

Os 26 perímetros irrigados mantidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paranaíba (Codevasf) na bacia hidrográfica do São Francisco alcançaram R$ 1,4 bilhão em valor bruto de produção (VBP) em 2012 – 11% a mais do que em 2011. Deste valor, 42% provêm de produção familiar e 58% têm origem empresarial. No âmbito exclusivo da produção familiar, o crescimento foi de 17% em relação a 2011 – de R$ 517 milhões para R$ 605 milhões.
publicado: 22/04/2013 15h42, última modificação: 20/06/2018 17h16

Os 26 perímetros irrigados mantidos pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paranaíba (Codevasf) na bacia hidrográfica do São Francisco alcançaram R$ 1,4 bilhão em valor bruto de produção (VBP) em 2012 – 11% a mais do que em 2011. Deste valor, 42% provêm de produção familiar e 58% têm origem empresarial. No âmbito exclusivo da produção familiar, o crescimento foi de 17% em relação a 2011 – de R$ 517 milhões para R$ 605 milhões.

“A Codevasf vem, a cada dia, consolidando seu papel de propulsora do desenvolvimento regional nos estados onde atua, principalmente através da agricultura irrigada – seja apoiando projetos existentes ou implantando novos perímetros de irrigação com recursos oriundos do PAC, por meio do programa Mais Irrigação”, destaca o presidente da Codevasf, Elmo Vaz. Os perímetros irrigados produziram 2,6 milhões de toneladas de itens agrícolas em 2012, sobretudo frutas, em uma área cultivada de 84,6 mil hectares.

Aproximadamente 84 mil empregos diretos e 127 mil empregos indiretos estão vinculados às atividades desenvolvidas nas áreas irrigadas. “Os perímetros tiveram bom desempenho, principalmente na área do médio São Francisco, e com isso têm consolidado o papel de catalisadores de desenvolvimento nas áreas de atuação da Codevasf”, afirma o diretor de empreendimentos de irrigação da Companhia, José Solon de Oliveira Braga Filho. A Codevasf coordena e mantém a infraestrutura de uso comum dos sistemas de irrigação e provê assistência técnica e treinamento aos produtores, além de estrategicamente ceder máquinas e implementos que impulsionam o crescimento das áreas irrigadas.

O produtor Rogério Andrade preside a Associação dos Pequenos Produtores de Uva do Projeto Bebedouro (Appub), que reúne 80 produtores do perímetro irrigado Bebedouro, localizado no município de Petrolina (PE). De acordo com ele, a Associação teve faturamento de R$ 2 milhões em 2012, com produção sobretudo de frutas e sementes. “Os itens são comercializados em centros urbanos do Nordeste, como Recife, Caruaru, Natal e Campina Grande”, explica Andrade. “A Codevasf nos apoia desde a criação da Appub, em 2006. Recebemos constante assistência para o preparo do solo, o manejo das culturas e a certificação de origem da produção, por exemplo. A Companhia também nos cede máquinas e implementos e em breve deverá substituir o atual sistema de irrigação do perímetro por um mais moderno. Isso ampliará nossa produção e reduzirá o consumo de energia”, acrescenta.

Sistema Itaparica

Além dos 26 perímetros irrigados instalados pela Codevasf, a Companhia administra outros dez perímetros, localizados na Bahia e em Pernambuco, em convênio mantido com a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) – os quais, somados aos primeiros, fazem com que a área irrigável total sob a responsabilidade da Codevasf alcance cerca de 140 mil hectares. Estes perímetros foram criados pela Chesf na década de 1990 para compensar famílias que viviam na área rural onde se formou o lago da usina hidrelétrica de Luiz Gonzaga, instalada nas proximidades de Petrolândia (PE). Em 2012 o valor bruto da produção (VBP) destes perímetros, que recebem em conjunto o título de Sistema Itaparica, foi de R$ 126,2 milhões, com produção de 226,3 mil toneladas em área cultivada de 16,9 mil hectares. Os projetos mantêm 16,9 mil empregos diretos e viabilizam 25,4 mil empregos indiretos.

“Apesar da forte estiagem que o Nordeste vem atravessando – e que já se configura como uma das piores dos últimos 60 anos –, a agricultura irrigada tem crescido, e com isso contribui para a geração de emprego e renda, beneficiando assim milhares de famílias num momento particularmente difícil para a economia do semiárido”, observa o presidente da Codevasf.

Resultados dos perímetros criados e mantidos pela Codevasf (2012)

Resultados dos perímetros criados e mantidos pela Codevasf (2012)



Resultados dos perímetros criados e mantidos pela Codevasf (2011)

Resultados dos perímetros criados e mantidos pela Codevasf (2011)


Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/22-producao-de-perimetros-irrigados-da-codevasf-cresce-11-e-alcanca-r-1-4-bilhao-em-2012.mp3