Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Primeira etapa do Canal de Xingó irá beneficiar 70 mil pessoas
conteúdo

Notícias

Primeira etapa do Canal de Xingó irá beneficiar 70 mil pessoas

Cerca de 70 mil pessoas passarão a ter abastecimento de água assegurado para consumo e produção, numa região semiárida encravada na divisa entre Sergipe e Bahia, com a implantação da primeira etapa do Canal de Xingó, que compreende um trecho de 130 quilômetros, desde Paulo Afonso, na Bahia, até o município sergipano de Poço Redondo.
publicado: 09/08/2013 17h17, última modificação: 20/06/2018 17h17

Cerca de 70 mil pessoas passarão a ter abastecimento de água assegurado para consumo e produção, numa região semiárida encravada na divisa entre Sergipe e Bahia, com a implantação da primeira etapa do Canal de Xingó, que compreende um trecho de 130 quilômetros, desde Paulo Afonso, na Bahia, até o município sergipano de Poço Redondo.

O edital para elaboração do projeto básico deste empreendimento de infraestrutura hídrica, que será executado sob a responsabilidade da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), foi lançado em Aracaju (SE), nesta sexta-feira, pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, e pelo presidente da Codevasf, Elmo Vaz, na presença do governador em exercício de Sergipe, Jackson Barreto, durante a realização do Seminário de Desenvolvimento Regional e Turismo do Nordeste.

A convocação para a licitação foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta. A construção do Canal de Xingó será financiada com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e executada em Regime Diferenciado de Contratação (RDC), com o início das obras físicas previsto para 2014. O canal, que terá mais de 300 quilômetros de extensão, atenderá à população de sete  municípios do semiárido, nos estados de Sergipe e Bahia.

Para o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, esta é a mais importante obra hídrica da história de Sergipe. “Ela vai não somente ampliar a oferta de água, dando a tão sonhada segurança hídrica para todas as cidades do semiárido sergipano, mas também vai permitir o abastecimento de água na região metropolitana de Aracaju, e em todo o seu trajeto vai possibilitar a ampliação da área irrigada do  estado de Sergipe. Portanto, é um empreendimento que vai gerar emprego e renda, e criar condições de atrair empreendimentos no setor  industrial, de serviços e comercial”, observou o ministro.

O presidente da Codevasf, Elmo Vaz, destacou a celeridade que será dada à execução das obras. “Com o RDC, nós não precisamos mais esperar cerca de dois ou três anos para elaborar o projeto executivo. Esperamos que nos próximos sete meses o projeto básico seja concluído, e então possamos lançar o edital de obras”, disse Vaz. “A Codevasf tem atuação significativa neste estado. Estamos revitalizando os projetos de irrigação do Baixo São  Francisco, com recursos da ordem de R$ 102 milhões, e as licitações já estão em andamento”, acrescentou o presidente da Companhia.

Jackson Barreto, governador de Sergipe em exercício, elogiou a parceria com o governo federal para realizar ações em benefício dos sergipanos. “Hoje, acompanhamos o lançamento do projeto do Canal de Xingó, que resolverá de forma definitiva o problema do semiárido. Esta é a maior vitória da história de Sergipe. Eu estou vivenciando um momento histórico para o nosso estado, e quero que o nosso povo sinta isso. Serão 130 quilômetros nessa primeira etapa, concretizando um sonho de toda a gente do sertão, um sonho do povo sergipano”, declarou o governador.

O empreendimento bombeará água captada no rio São Francisco por um canal adutor para os municípios sergipanos de Canindé do São Francisco, Poço Redondo, Porto da Folha, Monte Alegre de Sergipe e Nossa Senhora da Glória, além das cidades de Paulo Afonso e Santa  Brígida, na Bahia. Com vazão máxima de 33 metros cúbicos por segundo, o Canal de Xingó terá sua nascente em Paulo Afonso, na Bahia. De lá, por gravidade, a água percorrerá os primeiros 103 quilômetros do empreendimento, de Paulo Afonso até Poço Redondo, em Sergipe, na área do perímetro de irrigação Jacaré-Curituba.

O ato de lançamento do edital também contou com a presença do superintendente regional da Codevasf em Sergipe, Paulo Carvalho Viana, do secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa Bezerra, dos senadores Antônio Carlos Valadares (SE), Rodrigo Rollemberg (DF) e Lídice da Mata (BA), do vice-governador da Paraíba, Rômulo Gouveia, e de secretários de  Turismo dos nove estados nordestinos, além de parlamentares e  prefeitos de Sergipe. Durante o seminário, promovido pela Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Federal, foram anunciados investimentos na área de turismo para o estado de Sergipe.

Crédito da foto: Marcelle Cristinne/ASN

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/09-canal-de-xingo-beneficiara-sete-municipios-do-semiarido.mp3