Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Presidente da Codevasf visita áreas de futuros perímetros irrigados em Alagoas
conteúdo

Notícias

Presidente da Codevasf visita áreas de futuros perímetros irrigados em Alagoas

A área de 6,5 mil hectares que irá abrigar o perímetro irrigado de Pariconha, em Alagoas, será visitada pelo presidente da Codevasf, Elmo Vaz, nesta sexta (26), junto com o secretário de infraestrutura do estado, Marco Fireman. O edital para o projeto executivo do perímetro será lançado nos próximos dias pela Codevasf que, desta forma, em parceria com o governo de Alagoas, irá contribuir para o desenvolvimento de projetos produtivos de agricultura, piscicultura e bovinocultura na região do Alto São Francisco.
publicado: 24/10/2012 11h57, última modificação: 20/06/2018 17h14

A área de 6,5 mil hectares que irá abrigar o perímetro irrigado de Pariconha, em Alagoas, será visitada pelo presidente da Codevasf, Elmo Vaz, nesta sexta (26), junto com o secretário de infraestrutura do estado, Marco Fireman.

O edital para o projeto executivo do perímetro será lançado nos próximos dias pela Codevasf que, desta forma, em parceria com o governo de Alagoas, irá contribuir para o desenvolvimento de projetos produtivos de agricultura, piscicultura e bovinocultura na região do Alto São Francisco, contando com a oferta de água do Canal do Sertão Alagoano – considerado a maior obra de infraestrutura de Alagoas e uma das maiores obras hídricas do Nordeste.

Da visita técnica, participarão também o diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura, Guilherme Almeida, e o diretor da Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas, José Augusto Nunes, além do superintendente da Codevasf em Alagoas, Luiz Alberto Moreira. O perímetro irrigado de Pariconha abrange os municípios de Pariconha, Delmiro Gouveia e Água Branca, no extremo oeste do estado. A principal via de acesso à área do perímetro são as rodovias BR-423 e a AL-145.

Elmo Vaz e a comitiva da Codevasf aproveitarão para visitar também a área onde futuramente será implantado outro perímetro de irrigação em parceria da Codevasf com o governo alagoano, o de Delmiro Gouveia. Esse perímetro terá uma área de 6,2 mil hectares no município de Delmiro Gouveia e também contará com o suprimento hídrico do Canal do Sertão.

Canal do Sertão Alagoano

O Canal do Sertão Alagoano é uma obra estruturante do governo do estado de Alagoas e está projetado para alcançar 250 km ao longo de 42 municípios. A meta é beneficiar, com água tratada captada do rio São Francisco, mais de um milhão de habitantes do semiárido alagoano, que sofrem com longos períodos de estiagem, melhorando sua qualidade de vida, desenvolvendo a economia regional e contribuindo para reduzir o êxodo rural.

O primeiro trecho, de 45 km, já está concluído. Os serviços relativos ao segundo trecho, que vai até o quilômetro 64,7, estão avançados, e uma parceria com o Ministério da Integração Nacional garantiu recursos para a primeira etapa do terceiro trecho, assegurando a totalização de 77,8 km de canal. Neste mês de outubro, a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) autorizou as obras para o fornecimento de energia elétrica aos dois primeiros trechos, que irá garantir distribuição para Delmiro Gouveia, Pariconha e Água Branca.

Outras ações

Em Alagoas, a Codevasf já é responsável por três outros perímetros irrigados em operação: o de Itiúba, em Porto Real do Colégio; o de Boacica, em Igreja Nova e Penedo, e o de Marituba, em Penedo.

Em Itiúba são cerca de 2 mil hectares, sendo 890 irrigáveis, onde se destaca a cultura de arroz, seguida de cana-de-açúcar, piscicultura intensiva e fruticultura. Já em Boacica são cerca de 4,9 mil hectares, sendo 2,7 mil hectares irrigáveis com destaque também para a rizicultura. Em Marituba, a área de 4,2 mil hectares será explorada por duas organizações de agricultores familiares: a Cooperativa do Produtores de Cana de Açúcar da Colônia Pindorama e a Coomarituba - que está sendo estruturada com apoio da Cooperativa Pindorama e do governo estadual para desenvolver arranjos produtivos locais ligados à pecuária leiteira.

Além dos perímetros, a Codevasf mantém em Alagoas o Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Itiúba, em parceria com Ministério da Pesca e Aquicultura, Universidade Federal de Alagoas, Embrapa e governo do estado. Localizado em Porto Real do Colégio, o Centro é responsável, entre outras atividades, pela produção de alevinos com os quais são realizados os peixamentos de açudes públicos, rios e outros mananciais situados na área de atuação da Codevasf.

Crédito da imagem: Matheus Sandes/ Seinfra-AL