Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Edital de estudos do Canal de Xingó será lançado em agosto
conteúdo

Notícias

Edital de estudos do Canal de Xingó será lançado em agosto

O edital dos estudos de viabilidade para a implantação do Canal de Xingó será lançado em agosto. A informação foi fornecida nesta segunda-feira (15) pelo presidente da Codevasf, Elmo Vaz, que esteve em Aracaju para discutir com o governador em exercício de Sergipe, Jackson Barreto, a implantação do Canal - obra estimada em cerca de R$ 2,4 bilhões, com extensão prevista de 305 quilômetros, e que beneficiará sete municípios do semiárido nos estados de Sergipe e Bahia.
publicado: 15/07/2013 16h18, última modificação: 20/06/2018 17h17

O edital dos estudos de viabilidade para a implantação do Canal de Xingó será lançado em agosto. A informação foi fornecida nesta segunda-feira (15) pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz, que esteve em Aracaju para discutir com o governador em exercício de Sergipe, Jackson Barreto, a implantação do Canal - obra estimada em cerca de R$ 2,4 bilhões, com extensão prevista de 305 quilômetros, e que beneficiará sete municípios do semiárido nos estados de Sergipe e Bahia.

Ao apontar as ações desenvolvidas pela Codevasf para lançar o edital de elaboração do projeto do Canal de Xingó, Elmo Vaz falou sobre a relevância da obra para o estado. “É uma das obras mais importantes para o desenvolvimento regional do sertão de Sergipe e, portanto, tem total apoio da equipe de governo, de forma que esperamos, nos próximos 15 dias, já estarmos com a licitação na rua para a conclusão da primeira fase do projeto, que tem cerca de 130 quilômetros”, afirmou Vaz.

O governador em exercício, Jackson Barreto, disse ser positiva a presença do presidente da Codevasf para discutir pessoalmente detalhes do Canal de Xingó. “Temos de declarar o nosso reconhecimento ao trabalho executado pela Codevasf, e a presença do presidente aqui tem uma importância enorme no momento da viabilização do canal de Xingó que, sem dúvida, será a grande obra do século para o nosso estado, a maior obra estruturante do semiárido”, afirmou Barreto.

A construção do canal será financiada com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo federal. O Canal de Xingó bombeará água captada no rio São Francisco por um canal adutor para os municípios sergipanos de Canindé do São Francisco, Poço Redondo, Porto da Folha, Monte Alegre de Sergipe e Nossa Senhora da Glória, além das cidades de Paulo Afonso e Santa Brígida, na Bahia. A área a ser a atendida totaliza 16.500 hectares.

Com vazão máxima de 33 metros cúbicos por segundo, a água descerá por gravidade nos primeiros 103 quilômetros de extensão, trecho que vai desde a nascente, em Paulo Afonso, até o município de Poço Redondo, na área do perímetro irrigado Jacaré-Curituba. A construção do Canal de Xingó está prevista dentro do programa Mais Irrigação, coordenado pelo Ministério da Integração Nacional (MI), com R$ 20,5 milhões destinados à Codevasf para a elaboração dos projetos e estudos anteriores à obra.

As obras serão executadas em Regime Diferenciado de Contratações (RDC), com início previsto para 2014. Participaram da reunião no Palácio dos Despachos o senador Antônio Carlos Valadares, o deputado federal Valadares Filho, o superintendente regional da Codevasf em Sergipe, Paulo Viana, o assessor da presidência da Codevasf Jessé Carvalho, além dos secretários estaduais Valmor Barbosa (Infraestrutura), Sílvio Santos (Casa Civil) e José Sobral (Agricultura).
 
Jacaré-Curituba

Na última sexta-feira (12), o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, esteve em Sergipe para visitar o perímetro irrigado Jacaré-Curituba, nos municípios de Canindé do São Francisco e Poço Redondo, onde 704 famílias assentadas de reforma agrária cultivam uma área de 1.860 hectares de agricultura irrigada. Na ocasião, o ministro anunciou que retornará a Sergipe no dia 9 de agosto para autorizar oficialmente o início dos projetos para a construção do Canal de Xingó.

O ministro conheceu detalhes do projeto de irrigação que já recebeu R$ 231 milhões em investimentos desde o início de sua implantação, em 1997, em parceria da Codevasf com o Governo do Estado de Sergipe. Fernando Bezerra, além de debater a sustentabilidade do projeto, com a arrecadação de receitas junto aos irrigantes para custear o perímetro Jacaré-Curituba, também anunciou a futura criação de um núcleo da Codevasf em Canindé do São Francisco para atender às demandas dos municípios sergipanos do Alto Sertão.

“O que precisamos a partir de agora é aperfeiçoar o sistema de gestão do perímetro Jacaré-Curituba. Essa cobrança é fundamental para que o projeto se revele uma iniciativa plenamente sustentável. É com alegria que constatamos aqui a grande disposição por parte dos colonos de iniciar esse debate, uma vez que eles entendem a necessidade de se estruturar um modelo de gestão que possa dar tranquilidade aos que estão aqui produzindo de forma exemplar”, disse o ministro Fernando Bezerra.

Acompanhado por lideranças locais, o ministro da Integração Nacional ouviu as demandas de representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), falou sobre alternativas de financiamento para os agricultores e adiantou detalhes sobre a contratação de projetos para o Canal de Xingó. No perímetro irrigado Jacaré-Curituba, onde a Codevasf deve concluir ainda em 2013 a implantação dos últimos lotes de sequeiro para exploração pecuária, os irrigantes produzem culturas como quiabo, macaxeira, milho, hortaliças e frutas.

Crédito da foto: Marcos Rodrigues / Agência Sergipe

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/08-presidente-da-codevasf-vai-a-sergipe-discutir-implantacao-do-canal-de-xingo.mp3