Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Prefeitos alagoanos conhecem andamento de aterro sanitário implantado pela Codevasf
conteúdo

Notícias

Prefeitos alagoanos conhecem andamento de aterro sanitário implantado pela Codevasf

O aterro sanitário implantado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para atender a treze municípios consorciados da região do sertão e bacia leiteira de Alagoas estará concluído já no segundo semestre deste ano. A informação foi divulgada nesta segunda (17) na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) em Maceió (AL), durante apresentação feita pelo chefe da Unidade Regional de Meio Ambiente da Codevasf em Alagoas, engenheiro agrônomo Pedro Melo – que incentivou prefeitos de outros municípios do estado a, em consórcio, buscarem o apoio da Codevasf para extinguir os lixões atuais e substituí-los por modernos aterros sanitários.
publicado: 17/06/2013 18h08, última modificação: 20/06/2018 17h16

O aterro sanitário implantado pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para atender a treze municípios consorciados da região do sertão e bacia leiteira de Alagoas estará concluído já no segundo semestre deste ano. A informação foi divulgada nesta segunda (17) na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) em Maceió (AL), durante apresentação feita pelo chefe da Unidade Regional de Meio Ambiente da Codevasf em Alagoas, engenheiro agrônomo Pedro Melo – que incentivou prefeitos de outros municípios do estado a, em consórcio, buscarem o apoio da Codevasf para extinguir os lixões atuais e substituí-los por modernos aterros sanitários.

De acordo com Pedro Melo, as obras estão em estágio avançado, com 90% dos trabalhos já executados. "A implantação do aterro incluiu serviços como terraplanagem, impermeabilização, construção de sistemas de drenagem superficial, de efluentes e de gases, construção de edificações como o galpão de triagem e escritório. Quando em funcionamento, as primeiras células do aterro terão vida útil de 22 anos, beneficiando uma população de mais de 100 mil pessoas", explicou.

Ele acrescentou ainda que a implantação do aterro sanitário integra as ações do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco executado pela Codevasf. O objetivo da ação é eliminar os riscos de contaminação de águas subterrâneas que alimentam afluentes do rio São Francisco na região do sertão e bacia leiteira de Alagoas. Para implantação do aterro, a Codevasf investiu quase R$ 3 milhões, com contrapartida de cerca de R$ 60 mil do Consórcio Intermunicipal para Gestão de Resíduos Sólidos (Cigres).

"Temos mais duas regiões do estado que estão formando consórcios para serviços públicos e que terão que se articular para por fim aos lixões. O governo federal, por meio da Codevasf, está à disposição dessas prefeituras para contribuir com esses projetos. Temos certeza que a união dos municípios em consórcio é o melhor caminho para resolver essa situação", observou Pedro Melo.

Presente à reunião que discutiu a política de gestão de resíduos sólidos em Alagoas, o presidente do Cigres, Elmo Medeiros, prefeito do município de Monteirópolis disse acreditar que a apresentação sobre o aterro sanitário do sertão e bacia leiteira serviu para estimular outras prefeituras a se organizarem em consórcios e adotarem a formação de aterros intermunicipais como solução conjunta para a destinação correta de resíduos sólidos.

“Os municípios integrantes do Cigres saíram na frente no que se refere ao tratamento correto dos resíduos sólidos. Assim, essas prefeituras atendem à lei e, antes de agosto de 2014, prazo determinado para eliminação dos lixões, serão exemplos para outros municípios. Até outubro, desejamos entregar o aterro à população", declarou.

Vice-presidente da AMA, Jorge Dantas é prefeito de Pão de Açúcar, um dos municípios que deverão ser beneficiados com a implantação pela Codevasf do aterro sanitário do sertão e bacia leiteira de Alagoas. Ele conduziu a reunião com os prefeitos e se mostrou bastante satisfeito com o andamento dos trabalhos. "Esta é uma experiência inédita em Alagoas, que reúne treze municípios, e que pode chegar a atender até dezenove. Esses municípios se unem na certeza de que a união trará melhores resultados para todos numa questão que precisa com urgência ser resolvida, que é o problema da destinação adequada do lixo. A participação da Codevasf está sendo fundamental na formação desse consórcio e desse modelo de gestão de resíduos sólidos de forma intermunicipal. Certamente será uma revolução na região", comentou.

O prefeito Jorge Dantas também reforçou a disposição da Codevasf em apoiar outros projetos semelhantes ao do Cigres. "Como reforçou o chefe da Unidade Regional de Meio Ambiente da Codevasf em Alagoas, as prefeituras alagoanas devem se organizar, formar consórcios, elaborar projetos e ir em busca do governo federal. A Codevasf com certeza será uma grande parceira na execução desses projetos", apontou.

O aterro sanitário do sertão e bacia leiteira de Alagoas beneficiará inicialmente os 13 municípios que estavam na fase de elaboração do projeto: Batalha, Carneiros, Dois Riachos, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Major Izidoro, Monteirópolis, Olivença, Pão de Açúcar, Santana do Ipanema, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira e Olho D'Água das Flores, que sediará o aterro sanitário.

Além de Pedro Melo, engenheiro agrônomo da Codevasf, também proferiram palestras sobre ações na política estadual de resíduos sólidos: Diógenes Braga, representante da Funasa; Adriano Augusto, o diretor-presidente do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL); Jamerson Lima, da Secretaria de Estado da Infraestrutura de Alagoas (Seinfra/AL); a promotora Lavínia Fragoso, do Ministério Público Estadual (MPE/AL); e Elaina Melo, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh/AL). A reunião na sede da AMA ainda contou com as presenças de diversos prefeitos alagoanos e técnicos dos municípios.


Ouça a notícia da Rádio Codevasf:
http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/15-aterro-sanitario-implantado-pela-codevasf-beneficiara-quinze-municipios-alagoanos.mp3