Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Perímetro irrigado da Codevasf garante renda e alimentos para o Alto Sertão sergipano
conteúdo

Notícias

Perímetro irrigado da Codevasf garante renda e alimentos para o Alto Sertão sergipano

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) já entregou 120 dos 134 lotes do perímetro irrigado Jacaré-Curituba, no Alto Sertão de Sergipe. Com a infraestrutura de uso comum concluída em operação, 700 famílias assentadas de reforma agrária já desenvolvem o plantio de milho, quiabo, feijão, raízes e frutas. Com recursos do programa Mais Irrigação, a Codevasf irá contratar os serviços de pré-operação do perímetro irrigado, localizado em uma área entre os municípios de Poço Redondo e Canindé do São Francisco.
publicado: 05/06/2013 17h12, última modificação: 20/06/2018 17h16

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) já entregou 120 dos 134 lotes do perímetro irrigado Jacaré-Curituba, no Alto Sertão de Sergipe. Com a infraestrutura de uso comum concluída em operação, 700 famílias assentadas de reforma agrária já desenvolvem o plantio de milho, quiabo, feijão, raízes e frutas. Com recursos do programa Mais Irrigação, a Codevasf irá contratar os serviços de pré-operação do perímetro irrigado, localizado em uma área entre os municípios de Poço Redondo e Canindé do São Francisco.

A próxima etapa será licitar a aquisição de materiais para a implantação dos últimos 14 lotes do perímetro, que compreendem uma pequena área de 17,5 hectares para o desenvolvimento da pecuária. O perímetro irrigado Jacaré-Curituba foi contemplado com recursos da ordem de R$ 7,6 milhões do Mais Irrigação – programa coordenado pelo Ministério da Integração Nacional (MI) -, para serem investidos na execução de obras complementares e o custeio do projeto de irrigação.

Para o superintendente regional da Codevasf em Sergipe, Paulo Viana, a conclusão da infraestrutura do perímetro irrigado Jacaré-Curituba representa uma conquista para os sertanejos. “A agricultura irrigada, integrada à agricultura de sequeiro e à pecuária, é a forma de convivência com o nosso semiárido, uma alternativa para atravessarmos os períodos de estiagem que assolam aquela região”, afirma Paulo Viana.

Na vila agrícola Braço Erguido, os agricultores receberam seus lotes em maio de 2012. Após o primeiro ano de atividade, eles avaliam positivamente a implantação do perímetro irrigado. “Para mim, foi uma vitória. Foram 17 anos esperando por um pedaço de terra. Quando a Codevasf entregou o meu lote, foi uma emoção parecida com a que eu senti quando eu tive a minha primeira filha”, conta a produtora Irandi Silva de Jesus.

Em seu lote, ela iniciou o plantio de culturas temporárias, como o feijão, o milho, a macaxeira e o quiabo, utilizando o sistema de irrigação por gotejamento. “Precisamos nos capitalizar primeiro, por isso referimos começar com culturas de ciclo curto”, afirma. Situação parecida com a de Francisco Amâncio Diogo, que apostou ainda no plantio de abacaxi. Com seu trabalho, alcança hoje renda que chega a R$ 2.000 por mês.

“Depois de receber o meu lote irrigado, não falta mais nada. O armário tem sempre comida. Foi o maior presente que recebi em minha vida”, comemora Francisco. “A água que recebemos nos lotes é de suma importância. Enfrentamos uma seca, a pior dos últimos 70 anos, e temos visto que a salvação do sertanejo nessa região é esse perímetro. A água é o nosso ouro branco aqui no sertão”, acrescenta Irandi.

O perímetro irrigado Jacaré-Curituba possui área total de 1.920 hectares para desenvolvimento da agricultura irrigada, com sistema de irrigação localizada (microaspersão e gotejamento). O projeto também conta com 1.718 hectares de área de sequeiro para exploração pecuária. Os lotes irrigáveis possuem área média de 25,76 hectares, com uma tomada de água cada, suficiente para atender à demanda de até nove famílias.

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/03-perimetro-irrigado-da-codevasf-garante-renda-e-alimentos-para-o-alto-sertao-sergipano.mp3