Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Obras da Codevasf irão beneficiar 25 mil alagoanos do semiárido
conteúdo

Notícias

Obras da Codevasf irão beneficiar 25 mil alagoanos do semiárido

Cerca de 25 mil alagoanos, que vivem em diversos municípios do semiárido do estado, serão beneficiados com os investimentos de cerca de R$ 62,9 milhões do Ministério da Integração Nacional, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), para implantação de sistemas de abastecimento de água e obras de esgotamento sanitário. O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, acompanhado do presidente da Codevasf, Elmo Vaz, autorizou, nesta sexta-feira (28/12), entre termos de compromissos e convênios, a aplicação dos recursos.
publicado: 28/12/2012 17h52, última modificação: 20/06/2018 17h15

Cerca de 25 mil alagoanos, que vivem em diversos municípios do semiárido do estado, serão beneficiados com os investimentos de cerca de R$ 62,9 milhões do Ministério da Integração Nacional, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), para implantação de sistemas de abastecimento de água e obras de esgotamento sanitário. O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, acompanhado do presidente da Codevasf, Elmo Vaz, autorizou, nesta sexta-feira (28/12), entre termos de compromissos e convênios, a aplicação dos recursos.

A solenidade foi realizada no Palácio República dos Palmares, sede do Governo de Alagoas, em Maceió, com a presença do governador do estado, Teotônio Vilela Filho. As medidas fazem parte de um conjunto de iniciativas que visam à redução dos efeitos da estiagem e a garantir água de qualidade para a população alagoana, e incluem ainda anúncio de investimentos no PAC Equipamentos. A cerimônia também marcou a ratificação do recebimento de 6.442 cisternas para consumo humano que estão sendo implantadas pela Codevasf no âmbito do Programa Água para Todos.

Como parte das ações de combate aos efeitos da seca na região, Fernando Bezerra e o presidente da Codevasf assinaram termo de autorização para lançamento de editais de licitação visando à execução das obras de abastecimento de água nos municípios de Piaçabuçu, Delmiro Gouveia, Porto Real do Colégio, Piranhas, Traipu e Pão de Açúcar. Os recursos envolvidos são da ordem de R$ 50 milhões, oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e irão beneficiar uma população de 15,2 mil pessoas.

Também foram assinadas ordens de serviço das obras de esgotamento sanitário nos municípios de Cacimbinhas e Olho d'água do Casado, envolvendo um total de investimentos de R$ 12,9 milhões e beneficiando 10,2 mil pessoas. Em Alagoas, a Codevasf já concluiu a implantação do sistema de esgotamento sanitário em Santana do Ipanema, Batalha e Igreja Nova, somando recursos da ordem de R$ 43 milhões. As obras já foram inauguradas e estão em operação. Em convênio já firmado com o governo do estado, a Codevasf irá também implantar sistemas de esgotamento sanitário em Traipu, Piaçabuçu, Delmiro Gouveia, São Braz e Belo Monte, com investimentos de cerca de R$ 60,2 milhões.

Para o presidente da Codevasf, a implantação dos sistemas de abastecimento de água e de sistemas de esgotamento sanitário reforçam o compromisso da empresa pública ligada ao Ministério da Integração Nacional com o desenvolvimento de Alagoas. "Atendendo orientações da presidenta Dilma Rousseff, estamos trabalhando para promover mais qualidade de vida aos brasileiros. Os abastecimentos de água que a Codevasf está implantando em comundades rurais distante até 15 quilômetros da calha do rio São Francisco são uma exemplo. Temos ainda o enfrentamento aos efeitos da estiagem com o Programa Água para Todos, que em Alagoas está bastante avançado e proporcionando a milhares de famílias o acesso à água", destacou Elmo Vaz.

Segundo Fernando Bezerra, o governo federal não tem medido esforços para combater os efeitos da seca no Nordeste. "Voltar a Alagoas em um cenário de estiagem prolongada e no qual o Ministério da Integração Nacional tem uma imensa responsabilidade de promover a infraestrutura hídrica e, justamente nesta solenidade, cconsolidar os esforços para enfrentar essa situação é uma grande satisfação. Temos avançado bastante no enfrentamento aos efeitos da estiagem com o Canal do Sertão Alagoano e as milhares de cisternas que a Codevasf está implantando no semiárido alagoano", pontuou o ministro.

As ações fazem parte do Programa de Saneamento Básico, por meio do PAC, que tem como um dos principais objetivos a qualidade ambiental em bacias hidrográficas em situação de vulnerabilidade nas Bacias Hidrográficas dos rios São Francisco e Parnaíba e, consequentemente, a melhoria na qualidade de vida das comunidades residentes nestas localidades.

Além das ações nas áreas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, foram anunciados investimentos da ordem de R$ 5 milhões pelo PAC Equipamentos para a compra de perfuratrizes, que vão recuperar e perfurar mais poços no estado, o que intensifica as ações de oferta de água para a população afetada pela estiagem.

Água para todos

Ainda em benefício dos alagoanos, o ministro Fernando Bezerra Coelho apresentou o resultado do Água para Todos. "Foram mais de 6 mil cisternas instaladas em 2012 apenas em Alagoas, beneficiando mais de 30 mil famílias do sertão", completou. O programa vai universalizar o acesso à água no semiárido até 2014, contemplando 750 mil famílias.

O Água para Todos é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional e executado pela Codevasf em sua área de atuação, como parte do Plano Brasil sem Miséria, do governo federal. A meta principal do programa é a universalização do acesso à água para a população rural do semiárido brasileiro levando as cisternas de consumo para os terreiros das casas de 750 mil famílias até 2014.

Outras ações

Além da assinatura de documentos relativos às obras de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, com execução da Codevasf, durante o evento foram assinados três convênios, com investimentos de R$ 13 milhões, que vão promover a conservação e restauração de estradas em Alagoas. O ministro também assinou, com o governo de Alagoas, termo de compromisso no valor de R$ 600 mil que garantirá a implantação do projeto "Quintais Produtivos: Fortalecimento da Rota da Fruticultura e Horticultura no Agreste Alagoano". A ideia é gerar mais empregos na região e valorizar a capacidade produtiva do estado.

Fernando Bezerra assinou ainda termos de compromisso que disponibilizam recursos através do PAC Seca. Os termos garantem a construção de grandes adutoras no semiárido alagoano e investimentos no Canal do Sertão, que já tem cerca de 70 quilômetros construídos. Serão implantadas as adutoras da Bacia Leiteira; de Minador do Negrão, Estrela de Alagoas e povoados de Igaci; além de Olho D’Água do Casado e povoado de Piau, em Piranhas. No total, mais de 270 mil pessoas de 24 municípios serão beneficiadas com as novas adutoras.

Fernando Bezerra também assinou termos de compromisso referentes à interligação do Canal do Sertão com a adutora do Alto Sertão e à instalação das sete primeiras comportas do Canal. Ao todo, os termos de compromisso das adutoras e das obras ligadas ao Canal beneficiam 30 municípios alagoanos.

Homenagem

Na mesma solenidade, os ministros da Integração Nacional, Fernando Bezerra, e da Justiça, José Eduardo Cardoso, receberam do governador Teotonio Vilela Filho, respectivamente, a Comenda do Mérito da República Marechal Deodoro e a Comenda Marechal Floriano Peixoto. A Assembleia Legislativa Estadual também prestou uma homenagem aos ministros com a entrega do título de Cidadão Alagoano às duas autoridades da República.

Foto: Matheus Sandes/Seinfra-AL