Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Marketing e comercialização na pauta do Perímetro Irrigado Pedra Branca
conteúdo

Notícias

Marketing e comercialização na pauta do Perímetro Irrigado Pedra Branca

O desenvolvimento eficaz da atividade produtiva agrícola depende de vários fatores. Além do manejo produtivo, estratégias de marketing e de comercialização são fundamentais para agregar valor aos produtos da agropecuária. Para nivelar estes conhecimentos com os agricultores familiares do Perímetro Irrigado Pedra Branca promoveu palestra sobre marketing e comercialização.
publicado: 27/10/2010 09h09, última modificação: 20/06/2018 17h09

O desenvolvimento eficaz da atividade produtiva agrícola depende de vários fatores. Além do manejo produtivo, estratégias de marketing e de comercialização são fundamentais para agregar valor aos produtos da agropecuária. Para nivelar estes conhecimentos com os agricultores familiares do Perímetro Irrigado Pedra Branca, localizado nos municípios de Curaçá e Abaré, na Bahia, a equipe de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), fornecida pela Superintendência Regional da Codevasf em Juazeiro, promoveu palestra sobre marketing e comercialização nesta segunda-feira (25), no Centro Administrativo do Perímetro Irrigado.

A palestra foi ministrada pelo consultor de marketing Ricardo Amorim e dirigida a produtores e representantes de organizações, como sindicatos, cooperativas, associações ligadas a grupos de jovens, artesãos, doceiras artesanais e costureiras do Perímetro Irrigado. Durante a exposição, o público pôde conhecer algumas estratégias que valorizam os produtos para que obtenham melhor colocação no mercado. Experiências exitosas de cooperativismo como o conhecido Café da Colômbia, que imprimiu em sua marca o conceito de produto fino utilizando estratégias de consolidar e identificar a marca.

Temas como custos de produção e a relação com o agente atravessador e atacadista também foram destacados. Para Ricardo Amorim, o aspecto principal do encontro foi a quebra de paradigmas e as perspectivas de buscar novos meios de comercializar. “Percebi que será necessário aperfeiçoar as estratégias que os produtores daqui já desenvolvem para alcançar novos e promissores mercados”, revela.

Ainda de acordo com Amorim, para entrar no mercado diferenciado dos centros frutícolas é importante aperfeiçoar os meios de distribuição dos produtos e investir em estrutura comercial física e virtual que ofereçam meios que valorizem a produção dos agricultores familiares. “O Perímetro Irrigado Pedra Branca possui estrutura para isso, o que precisa é espírito cooperativista e força de vontade para executar essas novas tendências”, destaca o consultor de marketing.

Café colombiano - Segundo dados da Federação Nacional dos Cafeicultores da Colômbia, principal entidade representativa do setor cafeicultor no país, a produção anual gira em torno de 11 milhões de sacas, quase toda destinada à exportação. Cerca de 95% da produção deste café são cultivados por agricultores familiares, em pequenas áreas que variam de meio a cinco hectares. O segredo da viabilidade e do sucesso deste negócio está no cooperativismo.