Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Mais Irrigação no Maranhão: Codevasf investe R$ 1,7 milhão para estudos e projetos de perímetros irrigados
conteúdo

Notícias

Mais Irrigação no Maranhão: Codevasf investe R$ 1,7 milhão para estudos e projetos de perímetros irrigados

Os estudos e projetos para implantação de novos perímetros irrigados no Maranhão recebem R$ 1,7 milhão da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O investimento, que atende uma área de cinco mil hectares na Baixada Maranhense, faz parte do Programa Mais Irrigação, formatado e coordenado pelo Ministério da Integração Nacional.
publicado: 04/01/2013 12h27, última modificação: 20/06/2018 17h15

Os estudos e projetos para implantação de novos perímetros irrigados no Maranhão recebem R$ 1,7 milhão da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O investimento, que atende a uma área de cinco mil hectares na Baixada Maranhense, faz parte do Programa Mais Irrigação, formatado e coordenado pelo Ministério da Integração Nacional.

O superintendente regional da Codevasf no Maranhão, João Batista Martins, destaca que o estado tem aptidão muito forte para a fruticultura. “O Maranhão pode fazer diferença no que diz respeito à produção de frutas para abastecimento interno e exportação”, completa.

“Os investimentos são muito importantes porque o Maranhão está dando os primeiros passos quando o assunto é irrigação. A irrigação praticamente não existe no estado”, afirma o secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Pesca, Cláudio Azevedo.

O Mais Irrigação prevê investimento total de R$ 10 bilhões, entre R$ 3 bilhões de recursos públicos e R$ 7 bilhões da iniciativa privada, distribuídos entre 538 mil hectares em 16 estados participantes: Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Sergipe e Tocantins.

“Nós poderemos alavancar, modernizar e implementar diversos projetos de irrigação. Com isso, poderemos aumentar muito a produtividade desses perímetros e, de alguma forma, contribuir para reduzir a desigualdade desse país”, comenta o presidente da Codevasf, Elmo Vaz.

O programa está dividido em quatro eixos de investimentos que valorizam o agricultor familiar e buscam desenvolver de forma sustentável a economia regional. Ao combater os efeitos da estiagem, o Mais Irrigação visa aperfeiçoar a ocupação agrícola e a gestão da infraestrutura dos perímetros irrigados. Os projetos envolvidos têm como foco a produção de biocombustíveis, fruticultura, produção de leite, carne e grãos.

Em sua área de atuação, no estado, a Codevasf é responsável pela Baixada Maranhense no eixo 4, de Estudos e Projetos para a implantação de novos perímetros irrigados. “Os estudos e projetos na Baixada Maranhense vão contemplar uma região com grande potencial para o cultivo de arroz e para a piscicultura”, lembra o secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Pesca.

“O programa vem em um momento significativo, pois a 8ª Superintendência Regional da Codevasf acaba de se instalar no estado. Isso vai possibilitar que tenhamos subsídios para a implantação de novos perímetros irrigados no Maranhão”, afirma o superintendente regional da Codevasf.

Além do investimento da Codevasf, os projetos de Várzea das Flores – no eixo 3, de Agricultura Familiar e Pequenos Irrigantes –, Tabuleiro São Bernardo e Boa Esperança/Rio Balseiro, ambos no eixo 4, também recebem recursos do Mais Irrigação. No total, são R$ 19,6 milhões investidos em 12,3 mil hectares por meio do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs).

O Mais Irrigação inclui o pequeno e o médio agricultor na cadeia produtiva, garantindo mercado, assistência técnica e preço justo. Além de apoiar a agricultura familiar e os pequenos irrigantes, os resultados a serem alcançados pelo programa estão os de maximizar a ocupação e aumentar a produtividade das áreas irrigadas; fazer uso da água de forma eficiente e sustentável; e estabelecer parcerias com o setor privado.

A Codevasf, empresa pública vinculada ao Ministério da Integração Nacional, é responsável por 32 projetos em sete estados: Alagoas, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Pernambuco, Piauí e Sergipe. O valor investido pela Companhia nesses projetos ultrapassa R$ 1,6 bilhão, o que representa mais de 50% dos recursos públicos do Mais Irrigação. Dos 538 mil hectares do programa, 350 mil ha (65%) estão sob responsabilidade da Codevasf.

Crédito da imagem: Divulgação/MI