Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Aqüicultura do São Francisco desperta interesse de Israel
conteúdo

Notícias

Aqüicultura do São Francisco desperta interesse de Israel

As ações da Codevasf relacionadas à piscicultura no Baixo São Francisco e o grande potencial para produção de peixes na região despertaram o interesse dos israelenses
publicado: 05/03/2007 16h52, última modificação: 20/06/2018 17h06

As ações da Codevasf relacionadas à piscicultura no Baixo São Francisco e o grande potencial para produção de peixes na região despertaram o interesse dos israelenses. Atendendo uma solicitação da Embaixada de Israel no Brasil, a Gerência de Desenvolvimento Territorial da Codevasf proporcionou ao consultor israelense da área de aqüicultura, Uri Ben-Israel, visita ao Baixo São Francisco.

Acompanhado pelo chefe da Unidade de Recursos Pesqueiros e Aqüicultura da Codevasf, Thompson Ribeiro; pelo responsável pela gestão do CERAQUA/SF, Eduardo Jorge Motta e pelo chefe da Unidade de Arranjos Produtivos da Superintendência Regional de Penedo, Alexandre Bonifácio, o consultor israelense visitou, durante cinco dias, os diversos projetos desenvolvidos ou apoiados pela Codevasf na área de aqüicultura na região. A comitiva contou, também, com o apoio das Superintendências Regionais de Aracaju, Penedo, Juazeiro, do Escritório de Apoio de Itaparica e da Câmara Setorial de Aqüicultura do Baixo São Francisco.

No roteiro da visita foram incluídos os projetos de criação de peixes nos municípios de Coruripe, Delmiro Gouveia e Piranhas, em Alagoas; Propriá, em Sergipe e Paulo Afonso, na Bahia. Também foram realizadas visitas às Unidades de Beneficiamento de Pescado de Penedo/AL e de Propriá/SE, e à Estação de Piscicultura do Itiúba/AL, onde está sendo implantado o Centro de Referência em Aqüicultura do São Francisco, o CERAQUA/SF, numa parceria da Codevasf com a SEAP/PR (Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca). Durante a visita, o consultor proferiu palestra sobre a piscicultura em Israel para um público composto de técnicos da Codevasf e de estudantes da Universidade Federal de Alagoas.

O consultor Uri Ben-Israel ficou impressionado com a piscicultura desenvolvida no Baixo São Francisco com o apoio da Codevasf. "O potencial para a piscicultura do São Francisco é fantástico. Em pouco tempo essa região será a principal produtora de pescado do mundo. Aqui existe água em abundância, clima excelente, mão-de-obra farta e eficiente, além de um governo atuante por meio de empresas como a Codevasf". E diante do potencial, o Israelense afirmou que empresários e membros do governo de seu país irão visitar em breve o São Francisco. "Vale a pena ser iniciada uma parceria na área de aqüicultura entre Israel e a Codevasf", disse ele, que aproveitou para elogiar a estrutura da empresa e a forma com que ela atua na região, prestando assistência técnica, desenvolvendo projetos, propagando tecnologia e estruturando a cadeia produtiva do pescado.

Segundo a gerente de Desenvolvimento Territorial da Codevasf, Kênia Marcelino, "estas articulações são uma oportunidade para transferência de tecnologia e troca de informações entre comunidades com distintas realidades, e ainda possibilitam a vinda de investidores estrangeiros para o Vale do São Francisco. Israel, apesar da pequena área territorial e da escassez de água, desenvolveu tecnologia que lhe permite produzir grande quantidade de peixes com baixo volume de água, sendo referência mundial em sistemas super-intensivos de produção, reaproveitamento de água para aqüicultura e desenvolvimento de equipamentos para a produção automatizada de pescados. Ao passo que o Brasil possui uma vasta área para cultivos aquáticos, no entanto, não tem aproveitado satisfatoriamente o potencial disponível, o que nos coloca o desafio de incrementar a produção aqüícola, em especial, os vales do São Francisco e do Parnaíba".