Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Irrigantes do Perímetro de Boacica (AL) elegem membros dos conselhos de administração e fiscal
conteúdo

Notícias

Irrigantes do Perímetro de Boacica (AL) elegem membros dos conselhos de administração e fiscal

Os irrigantes do Perímetro Público de Irrigação do Boacica, em Igreja Nova, homologaram, na quarta-feira (24), por meio de assembleia geral, os nomes dos novos membros do conselho de administração do Distrito de Irrigação do Perímetro de Boacica (DIB), instituição que representa os agricultores, e elegeram os membros do conselho fiscal do distrito.
publicado: 26/08/2011 11h23, última modificação: 20/06/2018 17h11

Os irrigantes do Perímetro Público de Irrigação do Boacica, em Igreja Nova, homologaram, na quarta-feira (24), por meio de assembleia geral, os nomes dos novos membros do conselho de administração do Distrito de Irrigação do Perímetro de Boacica (DIB), instituição que representa os agricultores, e elegeram os membros do conselho fiscal do distrito. Os nove membros do conselho administrativo e os cinco do conselho fiscal terão mandato de dois anos e serão os representantes dos irrigantes diante da Codevasf, responsável pela implantação e manutenção do perímetro público de irrigação.

Para dar maior representatividade no conselho de administração a toda extensão territorial, o perímetro foi dividido em nove áreas. Cada uma dessas áreas elegeu, durante o mês de julho, seu representante e suplente para composição dos nove membros do conselho. Foram eleitos como titulares os irrigantes Antônio Messias, Antônio Santos, Alfredo dos Santos, José Alves, José Edilson Silva, José Renaldo Santos, Lucivaldo Lázaro, Manoel Roque e Roberto Vieira. Cada titular possui um suplente. Na assembleia geral, os irrigantes homologaram todos os nomes escolhidos nas nove áreas. A Codevasf possui um representante no conselho do distrito, o assistente técnico Paulo Fraga.

Para o conselho fiscal, biênio 2011/2013, foram eleitos os seguintes irrigantes: José Humberto, Júnior Félix, Rondineli dos Santos, Edine Ribeiro e José Aldo. O irrigante Miraci da Silva ficará como suplente do conselho fiscal, que tem como um das atribuições analisar a movimentação financeira do distrito.

O DIB foi implantado na década de 1990 pela Codevasf como forma de promover a emancipação dos irrigantes ao colocá-los como responsáveis pela gestão do perímetro de irrigação. Para isso, o distrito passou a gerenciar os recursos arrecadados pela cobrança da taxa de uso da água, que é paga por todos os irrigantes pela utilização da água dos canais de irrigação construídos pela companhia dentro da infraestrutura do perímetro. No ano passado, os recursos provenientes da taxa de água renderam aproximadamente R$ 300 mil, segundo o chefe da Unidade de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf em Alagoas, Paulo Fraga. Além disso, o DIB representa os irrigantes junto a instituições privadas e públicas, a exemplo da Codevasf.

Diversos convidados participaram da assembleia geral, que foi conduzida pelo irrigante Manuel Roque, atual coordenador geral do conselho de administração do DIB. Participaram o prefeito de Igreja Nova, Neiwton Silva; o secretário de agricultura do município, José Luiz Salgueiro; o gerente substituto de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf em Alagoas, Cleudson Bernardino, que representou o superintendente regional Antônio Nélson de Azevedo; técnicos da Codevasf e da Embrapa; representantes do Banco do Nordeste e do sindicato dos trabalhadores rurais de Igreja Nova.

Para o prefeito de Igreja Nova, o Perímetro de Irrigação do Boacica fortalece a agricultura familiar e a economia da região. A partir de parceria da prefeitura com a Codevasf, ele pretende diversificar as culturas produzidas no perímetro com o objetivo de atender ao programa de merenda escolar do município. “Podemos produzir alimentos que atendam ao nosso programa de merenda escolar, fortalecendo a agricultura familiar com outras culturas, que coexistirão com a nossa tradicional cultura do arroz”, defendeu Neiwton Silva.