Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Integração Nacional libera R$ 85 milhões para revitalização do rio São Francisco
conteúdo

Notícias

Integração Nacional libera R$ 85 milhões para revitalização do rio São Francisco

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, autorizou investimentos de R$ 85 milhões para obras de esgotamento sanitário em cidades ribeirinhas ou que estão na bacia do rio São Francisco em Pernambuco. O anúncio foi feito durante a 19ª Plenária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, que ocorre em Petrolina (PE) de hoje a sábado (09), em comemoração aos 10 anos da entidade.
publicado: 07/07/2011 16h22, última modificação: 20/06/2018 17h11

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, autorizou investimentos de R$ 85 milhões para obras de esgotamento sanitário em cidades ribeirinhas ou que estão na bacia do rio São Francisco em Pernambuco. O anúncio foi feito durante a 19ª Plenária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, que ocorre em Petrolina (PE) de hoje a sábado (09).

A partir da autorização do ministro, a Codevasf e a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) vão levar tratamento de esgoto para mais oito cidades no estado. O saneamento será retomado em Bodocó, Santa Terezinha, Buíque e Exu e a obra de esgotamento entrará na segunda etapa em Floresta e Trindade, enquanto que Itacuruba e Petrolândia receberão o saneamento pela primeira vez.

Na avaliação de Fernando Bezerra Coelho, "o esgotamento sanitário é uma das principais políticas de revitalização de corpos de água, pois evita a contaminação direta com o esgoto que sai das residências sem tratamento e é despejado nos rios, riachos e mananciais".

Para complementar as obras de esgotamento, o ministro da Integração também aprovou o plano de trabalho entre a Codevasf e a Compesa para que as duas companhias executem as ligações intradomiciliares. O serviço, que custará R$ 5,3 milhões, abrange desde a tubulação até a construção de banheiros e vai beneficiar, principalmente, famílias de baixa renda na hora de interligar a rede de esgoto doméstica à rede coletora.

Transferência – As obras de saneamento de Granito e Belém do São Francisco, em funcionamento, e de Santa Maria da Boa Vista (mais de 92% concluída) foram repassadas para a gestão da Compesa. A Codevasf investiu R$ 10 milhões para execução dessas obras. Com isso, o serviço de esgoto da Compesa foi ampliado para 31 mil habitantes da área urbana nos três municípios.