Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Famílias de Arapiraca e Craíbas (AL) falam com dirigentes da Codevasf sobre Água para Todos
conteúdo

Notícias

Famílias de Arapiraca e Craíbas (AL) falam com dirigentes da Codevasf sobre Água para Todos

Famílias dos municípios de Arapiraca e Craíbas, no sertão alagoano, tiveram oportunidade nesta quinta (25) de fazer seu relato sobre a execução do programa Água para Todos para o presidente da Codevasf, Elmo Vaz, que visitou comunidades rurais junto com uma comitiva composta de dirigentes da Companhia.
publicado: 26/10/2012 16h43, última modificação: 20/06/2018 17h14

Famílias dos municípios de Arapiraca e Craíbas, no sertão alagoano, tiveram oportunidade nesta quinta (25) de fazer seu relato sobre a execução do programa Água para Todos para o presidente da Codevasf, Elmo Vaz, que visitou comunidades rurais junto com uma comitiva composta de dirigentes da Companhia.

“Aqui todo mundo tirava água de um barreiro sujo que fica bem longe daqui. Pense no sofrimento. E, nessa época, não tem mais água em barreiro nenhum. Está tudo seco. Agora isso ficou para trás. Veja o tamanho desta cisterna, que já tem água da chuva. Faço os serviços de casa. Temos água para dar para os meninos. É uma beleza”, contou a agricultora aposentada Expedita Luíza da Silva, 72 anos, que vive numa casa simples com seu marido e mais seis familiares, entre filhos e netos, no Sítio Salgado, zona rural do município de Craíbas.

“Água é um elemento essencial para vida humana. O que ouvimos nessas comunidades visitadas é algo emocionante. Ver a vidas dessas famílias transformadas nos diz que o Ministério da Integração Nacional e a Codevasf estão no caminho certo na execução do Água para Todos”, afirmou Elmo Vaz.

Ele parabenizou a coordenação regional do programa e a Superintendência Regional da Codevasf em Alagoas pelos resultados alcançados. “A Codevasf em Alagoas está em primeiro lugar na execução das metas do Programa Água para Todos, o que confirma o compromisso dessa equipe com o desenvolvimento regional do Estado de Alagoas”, declarou.

O agricultor Cícero Luciano da Silva, 43 anos, morador do povoado Corredor, em Arapiraca, semiárido alagoano, também elogiou a execução do programa em sua comunidade. “Eu tinha um tanque para juntar água. Mas agora eu tenho uma cisterna bem grande que junta água para muito tempo”, declarou, com entusiamo, ao lado da esposa Zilma Marta da Silva e das duas filhas de 6 e 7 anos.  A esposa completa: “ninguém merece ter que cuidar da casa e dos meninos sem água. Com a nossa cisterna, tudo isso acabou”, comentou sorridente.

O agente comunitário de saúde José Carlos, que também coordena o Comitê Gestor Municipal do Programa Água para Todos em Craíbas, responsável por acompanhar a boa execução do programa, afirma que, desde a implantação das cisternas para consumo humano, vem identificando uma queda nos índices de doenças de veiculação hídrica, como diarreia.

“Nas comunidades em que trabalho, já pude ver os efeitos positivos do Água para Todos. Nós tínhamos, antes da instalação das cisternas nas comunidades, uma média mensal de 10 a 12 casos de diarreia entre crianças. Hoje esses números estão próximos de 3 ou no máximo 4 casos. Isso é uma vitória de todos nós que lutamos por melhores condições de vida para o homem do campo”, frisou.

De acordo com o superintendente regional da Codevasf em Alagoas Luiz Alberto Moreira, “a satisfação das famílias em ter acesso à água é um atestado bastante forte de que a Codevasf vem executando o programa com rigor e extrema dedicação. Agora é acelerar as ações para que mais famílias tenham acesso às cisternas e elevem sua qualidade de vida na convivência com o semiárido”, disse.

A comitiva de diretores da Codevasf percorreu os povoados Corredor e Assentamento Ceci Cunha, em Arapiraca, e Serrote do Algodão, Alto Grande, Marruais, Lajes e Pau Ferro, em Craíbas.

 

O programa em Alagoas

 

Em Alagoas, a Codevasf  instalou até agora 4.685 cisternas de consumo humano com capacidade para armazenar até 16 mil litros de água de chuva captada dos telhados das casas, oferecendo tranqüilidade à população do semiárido nos períodos de estiagem prolongada. A meta, numa primeira etapa, é instalar um total de 7.429 cisternas em seis municípios (Arapiraca, Estrela de Alagoas, Craíbas, Delmiro Gouveia e Piranhas), totalizando um investimento de R$ 37 milhões.

A partir do próximo ano, as metas estabelecidas do Água para Todos em Alagoas – que incluem uma segunda etapa de instalação de cisternas, construção de barreiros, sistemas simplificados de abastecimento de água e fornecimento de kits de irrigação –, somam cerca de R$ 128,6 milhões previstos para serem aplicados pela Codevasf.