Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Engenheiro da Codevasf participa do NBR Entrevista
conteúdo

Notícias

Engenheiro da Codevasf participa do NBR Entrevista

O NBR Entrevista dessa segunda (26), programa da TV NBR veiculado todos os dias às 20h, contou com a participação do engenheiro ambiental da Codevasf, Sérgio Henrique Alves. Ele esteve nos estúdios da TV NBR para explicar como funciona o Centro de Referência em Conservação da Natureza e Recuperação de Áreas Degradadas da Universidade de Brasília (CR-ad/UnB).
publicado: 27/11/2012 11h46, última modificação: 20/06/2018 17h15

O NBR Entrevista dessa segunda (26), programa da TV NBR veiculado todos os dias às 20h, contou com a participação do engenheiro ambiental da Codevasf, Sérgio Henrique Alves. Ele esteve nos estúdios da TV NBR para explicar como funciona o Centro de Referência em Conservação da Natureza e Recuperação de Áreas Degradadas da Universidade de Brasília (CR-ad/UnB).

A atuação do CR-ad inclui regiões de Minas Gerais, especialmente o município de Paracatu, onde há módulos demonstrativos de recuperação de áreas degradadas que estão sendo implantados pelo centro.

A Codevasf apoiou a implantação do CR-ad por meio de um destaque orçamentário no valor de R$ 750 mil, cujos objetivos foram apoiar a construção da unidade, estabelecer modelos de recuperação, promover a capacitação e disseminar práticas de recuperação e desenvolvimento sustentável em parceria com o Instituto Estadual de Florestas do Estado de Minas Gerais, entre outras instituições.

Além desse, outros quatro Centros de Referências em Recuperação de Áreas Degradadas já estão em funcionamento com o apoio da Codevasf: o CR-ad/Univasf, em Petrolina (PE), o CR-ad/ UFAL, em Arapiraca (AL), CR-ad/UFLA, em Arcos (MG) e o CR-ad/UFMG/Unimontes. A ideia é ampliar esta ação e implantar mais dois Centros: um em Barreiras, na Bahia, em parceria com a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e outro em Serra Talhada, em parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Assista à íntegra da entrevista clicando no link:

http://www.youtube.com/watch?v=J_jm4pOAM1E&list=UUjaWLFTNqLkq3ZY2BJ4NYRg&index=5&feature=plcp