Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Encontro discutirá técnicas para contenção de margens do rio São Francisco
conteúdo

Notícias

Encontro discutirá técnicas para contenção de margens do rio São Francisco

Na próxima quinta-feira (09), a partir das 8 horas, representantes do Ministério da Integração Nacional, da Codevasf, do Exército Brasileiro e do Corpo de Engenharia do Exército Americano (USACE) estarão reunidos na sede da Companhia em Brasília (DF) para discutir técnicas relativas a contenção de margens de rios. O encontro tem como propósito aperfeiçoar o trabalho que vem sendo realizado para viabilização da hidrovia do São Francisco, a qual será um vetor de desenvolvimento para a região Nordeste.
publicado: 07/06/2011 17h19, última modificação: 20/06/2018 17h11

Na próxima quinta-feira (09), a partir das 8 horas,  representantes do Ministério da Integração Nacional, da Codevasf, do Exército Brasileiro e do Corpo de Engenharia do Exército Americano (USACE) estarão reunidos na sede da Companhia em Brasília (DF) para discutir técnicas relativas a contenção de margens de rios. O encontro tem como propósito aperfeiçoar o trabalho que vem sendo realizado para viabilização da hidrovia do São Francisco, a qual será um vetor de desenvolvimento para a região Nordeste.

Na programação, será apresentada a experiência piloto da Codevasf para contenção de margens do rio São Francisco no campo de provas situado no município de Barra (BA), onde foram aplicados métodos de bioengenharia, com aproveitamento de material nativo da região, para fixação da mata ciliar.

O Corpo de Engenharia do Exército Americano, por sua vez, irá expor informações sobre os projetos bem sucedidos que já desenvolveu nesse segmento, a exemplo da recuperação das margens do rio Mississipi. Além disso, irá explicar conceitos e metodologias de geomorfologia e navegação fluvial.

A recuperação da hidrovia representa influência direta na revitalização do São Francisco, pois as técnicas empregadas devem conter as erosões e melhorar a navegabilidade, oferecendo melhores condições de sobrevivência do rio e de logística para o escoamento da produção regional.

Também estarão presentes ao evento a Fundação de Estudos e Pesquisas Aquáticas (Fundespa), o Ministério dos Transportes e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), parceiros da Codevasf no projeto da hidrovia.