Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Elmo Vaz toma posse na Presidência da Codevasf
conteúdo

Notícias

Elmo Vaz toma posse na Presidência da Codevasf

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, empossou nesta quarta-feira (16), o engenheiro civil Elmo Vaz Bastos de Matos na presidência da Codevasf. A solenidade aconteceu no Auditório Renato Archer, no Ministério da Integração Nacional, com a presença de diversas autoridades, entre elas os governadores da Bahia, Jaques Wagner; do Piauí, Wilson Martins, e da Paraíba, Ricardo Coutinho, além de senadores, deputados federais, prefeitos e outras lideranças.
publicado: 15/05/2012 15h49, última modificação: 20/06/2018 17h12

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, empossou nesta quarta-feira (16), o engenheiro civil Elmo Vaz Bastos de Matos na presidência da Codevasf. A solenidade aconteceu no Auditório Renato Archer, no Ministério da Integração Nacional, com a presença de diversas autoridades, entre elas os governadores da Bahia, Jaques Wagner; do Piauí, Wilson Martins, e da Paraíba, Ricardo Coutinho, além de senadores, deputados federais, prefeitos e outras lideranças. Na oportunidade, tomaram posse também José Augusto de Carvalho Gonçalves Nunes para exercer o cargo de diretor da Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas, e Guilherme Almeida Gonçalves de Oliveira como diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura e o novo superintendente da Sudene, Luiz Gonzaga Paes Landim.

O ato de nomeação de Elmo Vaz, assinado pela presidenta Dilma Rousseff, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), no último dia 04 de maio. Na mesma edição do DOU, foram publicadas as nomeações de José Augusto de Carvalho Gonçalves Nunes para o cargo de diretor da Área de Revitalização das Bacias Hidrográficas, e de Guilherme Almeida Gonçalves de Oliveira como diretor da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura, que ocupava interinamente a presidência da Companhia desde janeiro deste ano.

Elmo Vaz é graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal da Bahia, com MBA em Saneamento Ambiental (FGV) e especialização nas áreas de Gestão Integrada de Águas e Resíduos na Cidade e em Metodologia do Ensino Superior. Exerceu o cargo de superintendente de Operações da Região Norte da Bahia na Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A (Embasa), além de funções gerenciais na empresa. Desde 2010, exercia o cargo de diretor geral da Superintendência de Construções Administrativas da Bahia (Sucab).


DESAFIOS E PERSPECTIVAS

Com uma considerável experiência em áreas estratégicas da Codevasf, como saneamento (construção e operação de sistemas de esgotamento sanitário) e abastecimento de água, além de gerenciamento de contratos, planejamento e gestão pública, Elmo Vaz pretende implementar uma gestão compartilhada e, na medida do possível participativa, buscando ouvir todos os interessados, em sintonia permanente com os Ministérios da Integração Nacional e do Planejamento.

“A Codevasf tem e desempenha um papel muito importante no Semiárido, principalmente na zona rural, junto às classes menos favorecidas. Talvez falte um pouco mais de divulgação para que a sociedade a conheça melhor. Para o público externo, a Codevasf representa uma empresa que faz apenas irrigação, mas a sua atuação é muito mais ampla”, explica Vaz.

Especificamente sobre a irrigação, o novo presidente da Companhia pretende reexaminar o trabalho da empresa. “Penso que poderíamos rever a gestão e a eficiência dos perímetros públicos irrigados, evidentemente avaliando e respeitando cada caso do ponto de vista do desenvolvimento regional e das condições que cada um tem e necessita para a sua efetiva emancipação. Vou trabalhar para que a Codevasf possa ter uma posição de destaque cada vez maior na execução de programas do governo federal de cunho estruturante, a exemplo do PAC e o Água para Todos”, ressalta Vaz.

Face à estiagem que o Semiárido enfrenta atualmente, Elmo Vaz explica como a Codevasf poderá contribuir para enfrentar a questão. “Esse é um tema premente. Herbert de Sousa disse: 'quem tem fome tem pressa'. Imaginem quem tem sede! Temos obrigação de agir rápido na implementação de ações mitigadoras, como construção de cisternas e perfuração de poços, sem esquecer de buscar implementar ações estruturantes como a revitalização e a perenização dos rios, além da construção de barragens de acumulação. Temos de perseguir um convívio saudável e permanente com a seca, pois sabemos que ela é cíclica. Nasci e cresci no Semiárido baiano. Sou filho de agricultor e conheço de perto os efeitos da seca e suas consequências impiedosas, mais do que ninguém me sinto na obrigação de contribuir para a busca incessante de soluções imediatas e duradouras para ajudar nossos irmãos do Semiárido, seja da zona rural ou urbana”, conclui.

Para os empregados da Codevasf, o novo presidente deixa um recado. “Vou saber respeitar a cultura da empresa, sua expertise e, especialmente, seus profissionais. Como técnico, estarei vigilante e atento, com um olhar voltado para dentro da empresa, para os interesses corporativos. Buscarei cumprir a missão da empresa, não esquecendo que a sua razão de ser passa necessariamente pelas pessoas que a compõem”, finaliza.


ANEXO:

Discurso de posse do presidente da Codevasf