Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Doação de sementes para irrigantes de Sergipe
conteúdo

Notícias

Doação de sementes para irrigantes de Sergipe

Com a chegada dos primeiros caminhões carregados de sementes de arroz nos perímetros irrigados de Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume, em Sergipe, foi concretizada a parceria entre a Codevasf, por meio da Superintendência Regional de Aracaju, e o governo estadual.
publicado: 30/08/2011 11h19, última modificação: 20/06/2018 17h11

Com a chegada dos primeiros caminhões carregados de sementes de arroz nos perímetros irrigados de Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume, em Sergipe, foi concretizada a parceria entre a Codevasf, por meio da Superintendência Regional de Aracaju, e o governo estadual.

A parceria foi viabilizada por meio de Termo de Cooperação Técnica, celebrado em junho deste ano. Pelo documento, coube ao governo de Sergipe a aquisição das sementes e à Codevasf a seleção dos agricultores, disponibilização dos locais para armazenagem das sementes e a prestação de assistência técnica ao processo produtivo e a condução dos cultivos.

Foram disponibilizadas para os irrigantes 290 toneladas de sementes, sendo 170 para o perímetro de Betume; 64 para o perímetro de Cotinguiba/Pindoba e 56 para o perímetro de Propriá. As variedades adquiridas foram Epagri 109, SCSBRS Tio Taka e SCS 114 Andosan, recomendadas pela equipe de Assistência Técnica dos perímetros.

“A expectativa para o sucesso da safra de verão (2011/2012) da rizicultura nos perímetros irrigados é muito grande, pois, com a garantia da utilização de sementes com alto potencial produtivo e com o pacote tecnológico definido pela equipe de ATER dos perímetros, a previsão é de se atingir a maior produtividade média da história da rizicultura sergipana, compatível com as maiores do Brasil. A estimativa é uma produção total de 30 mil toneladas”, afirma o chefe da Unidade de Apoio a Produção da Codevasf, engenheiro agrônomo Ricardo Martins.

Para o superintendente da Codevasf em Aracaju, Paula Carvalho Viana, “a parceria entre a Companhia e o governo sergipano tem proporcionado aos irrigantes do Baixo São Francisco sergipano ganhos substanciais em todo processo produtivo, não só com a doação de sementes de qualidade, como também com a sinalização concreta da compra de parte da produção via chamadas públicas e Conab”. Ainda segundo o dirigente, “a Codevasf tem colocado para os rizicultores a necessidade de melhoria de suas organizações para possibilitar a inserção do arroz produzido nos perímetros irrigados nos mercados atacadistas e varejistas da região, diminuído assim a ação dos atravessadores”, diz Paulo Viana.