Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Dia dedicado à arte e à produção orgânica de alimentos no Perímetro Irrigado Pedra Branca
conteúdo

Notícias

Dia dedicado à arte e à produção orgânica de alimentos no Perímetro Irrigado Pedra Branca

Estudantes da Escola Municipal Antonio Ribeiro dos Santos, localizada no Perímetro Irrigado Pedra Branca, em Curaçá (BA), tiveram, na última quinta-feira (23), o dia voltado para atividades e discussões sobre meio ambiente, alimentação orgânica e arte. Assim foi a programação da segunda edição da Feira e Saúde e Cultura, realizada com o apoio da Superintendência Regional da Codevasf em Juazeiro (BA).
publicado: 27/09/2010 09h09, última modificação: 20/06/2018 17h09

Estudantes da Escola Municipal Antonio Ribeiro dos Santos, localizada no Perímetro Irrigado Pedra Branca, em Curaçá (BA), tiveram, na última quinta-feira (23), o dia voltado para atividades e discussões sobre meio ambiente, alimentação orgânica e arte. Assim foi a programação da segunda edição da Feira e Saúde e Cultura, realizada com o apoio da Superintendência Regional da Codevasf em Juazeiro (BA).

O evento contou com a participação de alunos de todas as escolas do Perímetro Irrigado Pedra Branca. Durante a programação, o tema saúde foi abordado com foco na produção de alimentos orgânicos e livres de agrotóxicos e nos benefícios da alimentação integral.

Uma visita à horta pedagógica, que é tocada pelos funcionários e alunos da escola e acompanhada pela equipe de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), fornecida pela Codevasf, mostrou, na prática, que é possível colher verduras de qualidade adotando procedimentos orgânicos. “Apoiamos esta proposta interdisciplinar da escola por entender que é possível preservar a saúde a partir da qualidade dos alimentos que produzimos e este tipo de conscientização é indispensável compartilhar com esta geração”, disse o chefe da Unidade de Apoio à Produção da Gerência Regional de Irrigação, Zilton Alves, da Codevasf em Juazeiro (BA).

O ponto alto da programação foram as apresentações artísticas dos jovens estudantes. O teatro de fantoches, encenado pelos alunos da 6ª série, turma “C”, emocionou o público com a história que enfatizava a importância da preservação do bioma caatinga, onde os bichos falavam em defesa do meio ambiente.

“Foi muito significativo para nós a participação nas atividades culturais, pois pudemos passar para as pessoas o que aprendemos. Também tivemos a oportunidades de adquirir novos conhecimentos e um exemplo disso é a importância de cuidar do meio ambiente e da nossa caatinga”, revela a estudante Keylla Ribeiro.

Os corredores da Escola Municipal Antonio Ribeiro dos Santos deu lugar a exposições dos trabalhos dos alunos. Quem foi conferir teve a oportunidade de ver reproduções de quadros de artistas modernistas; publicações de poemas; maquetes das agrovilas; exposição de produtos artesanais da associação Florimel, feitos da fibra da bananeira; alimentos integrais e plantas medicinais e uma exposição de peças antigas: rádio, discos de vinil, ferros de passar roupas que utilizavam brasa para aquecer, entre outros.

Horta pedagógica – A Escola Municipal Antonio Ribeiro dos Santos implantou a horta pedagógica em uma área de 300 m² em parceria com a Superintendência Regional da Codevasf em Juazeiro, que forneceu um kit de irrigação por micro-aspersão para horta e o acompanhamento da equipe de Ater.

O cultivo orgânico dos alimentos faz parte da proposta pedagógica da escola. “Nossa intenção é divulgar que é possível produzir alimentos de forma sustentável, visando à conservação ambiental, qualidade de vida e equidade social, partindo de um claro compromisso com o futuro e com a solidariedade entre gerações”, reflete o diretor da Escola Municipal Antonio Ribeiro dos Santos, Mercivaldo Lima.