Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Comitiva brasileira visita projetos de infraestrutura hídrica no Equador
conteúdo

Notícias

Comitiva brasileira visita projetos de infraestrutura hídrica no Equador

O presidente da Codevasf, Elmo Vaz, integra a comitiva do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, em viagem ao Equador, nos dias 27 e 28 de junho. O objetivo da missão técnica é aprofundar a cooperação entre os países no conhecimento de infraestrutura hídrica e culturas irrigadas.
publicado: 26/06/2012 18h37, última modificação: 29/06/2012 15h41

O presidente da Codevasf, Elmo Vaz, integra a comitiva do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, em viagem ao Equador, nos dias 27 e 28 de junho. O objetivo da missão técnica é aprofundar  a cooperação entre os países no conhecimento de infraestrutura hídrica e culturas irrigadas. Também farão parte da comitiva o secretário de Infraestrutura Hídrica,  José Teixeira, o secretário Nacional de Irrigação, Ramon Rodrigues, e o presidente da  Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu.

No primeiro dia, as autoridades vão se reunir com os ministros da Coordenação  de Setores Estratégicos, Jorge Glas, de Eletricidade e Energias Renováveis, Esteban Albornoz, e o secretário de Águas, Walter Solis.  Na ocasião haverá apresentação de projetos da Secretaria Nacional del Água (Senagua). A Secretaria tem como missão realizar a gestão global e integrada dos recursos hídricos em todo o Equador por meio de políticas, normas, controle e gestão descentralizada para gerar um sistema de gestão e uso eficiente da água.

Infraestrutura hídrica- No segundo dia, a comitiva parte para conhecer projetos de infraestrutura hídrica do Equador. Entre eles, o projeto San Vicente-Chogón que tem como objetivo ser uma nova fonte de abastecimento hídrico para o Vale do Rio Javita, não só para fornecer água para irrigação e consumo humano. Outra meta é dotar o Vale do Rio Javita, que abrange uma área com 7.700 ha, com volume hídrico suficiente para garantir os projetos de agricultura irrigada e abastecer com água potável a população atual e futura da área de estudo. A população beneficiada é de aproximadamente  86 mil habitantes. O projeto possui cerca de 9,4 mil ha de áreas para irrigação.

A comitiva também vai visitar o projeto de transposição Daule-Vinces. Conhecido como Projeto Dauvin, quando concluído, beneficiará uma população de 171.463 pessoas nas províncias de Vínces, Balzar, Palestina, Santa Lúcia, Colimes, Duale, Samborondón, Salitre, Baba e Babahoyo e deverá fornecer água para abranger uma área de 177.989 ha de irrigação.O objetivo deste projeto é fornecer água de forma permanente e segura para a produção agrícola.

 A comitiva também vai conhecer o projeto Daule Peripa. A bacia abrange 32 municípios e um de seus mais importantes afluentes é o rio Peripa, onde se forma a barregem Daule-Peripa, a maior do Equador. A barragem armazena 6.000 milhões m³, com o objetivo de irrigar 50 mil ha entre Petrillo e Colimes e transferir água para a Península de Santa Elena. Também estão na programação os projetos Baba e Pacalori.

Principais culturas - Os principais produtos agrícolas equatorianos são: banana (principal cultivo), cana-de-açúcar, arroz, milho, batata, cacau, café e frutas cítricas. Nas últimas décadas, a produção de flores tropicais e de clima frio ganhou importância.