Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Codevasf em Sergipe discute inovações com irrigantes
conteúdo

Notícias

Codevasf em Sergipe discute inovações com irrigantes

O superintendente regional da Codevasf em Aracaju, Paulo Carvalho Viana, reuniu-se com os irrigantes dos Perímetros Irrigados de Cotinguiba/Pindoba e técnicos da Codevasf para apresentar as novas propostas de exploração de atividades rural dos perímetros, diversificando as culturas e promovendo o incremento da renda do produtor.
publicado: 02/05/2012 11h45, última modificação: 20/06/2018 17h12

O superintendente regional da Codevasf em Aracaju, Paulo Carvalho Viana, reuniu-se com os irrigantes dos Perímetros Irrigados de Cotinguiba/Pindoba e técnicos da Codevasf para apresentar as novas propostas de exploração de atividades rural dos perímetros, diversificando as culturas e promovendo o incremento da renda do produtor.

Durante a reunião foram abordadas questões relativas à colheita do arroz e sua comercialização. Ficou definido que a Codevasf irá se articular com o Ministério da Integração Nacional para a implantação de uma Unidade de Beneficiamento do Arroz na região para atender os rizicultores.

Na oportunidade, foi apresentada aos produtores a proposta da empresa para a substituição do sistema de irrigação parcelar atual, das áreas de policultura de Cotinguiba/Pindoba, por um sistema mais moderno e eficiente. Sobre esse assunto, ficou acertado que a Superintendência Regional da Codevasf irá se mobilizar para obtenção dos recursos necessários para implantação do novo sistema, ficando o financiamento da lavoura a cargo dos agentes financeiros.

Durante o encontro, foi destacada ainda a necessidade de organização dos produtores com vistas à estruturação do Arranjo Produtivo Local (APL) e apresentado o programa “Balde Cheio”, que visa promover o desenvolvimento sustentável da pecuária leiteira na região via transferência de tecnologia, viabilizando economicamente as pequenas unidade produtoras de leite, reduzindo custos e elevando a produtividade por área e animal. A metodologia do programa consiste em transformar uma propriedade leiteira de cunho familiar em “sala de aula prática”, denominada UD (Unidade de Demonstração). No local, o conhecimento de todos os envolvidos é atualizado. A partir da implantação do Programa a UD passa a ser uma referência na região, permitindo que outros produtores acompanhem o trabalho de viabilização da produção de leite sob os aspectos técnico, econômico social e ambiental.