Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Codevasf dá início a novas obras de infraestrutura hídrica no semiárido piauiense
conteúdo

Notícias

Codevasf dá início a novas obras de infraestrutura hídrica no semiárido piauiense

As ações do programa Água para Todos executadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) chegam este mês a 66 municípios do semiárido piauiense, onde as obras já estão sendo iniciadas. Ao todo, o estado do Piauí será contemplado, nessa nova etapa, com 80 barreiros para acumulação de água e 60 sistemas simplificados de abastecimento, o que facilitará o acesso de aproximadamente 2,2 mil famílias do semiárido piauiense à água de boa qualidade para preparo de alimentos, higiene pessoal, agricultura e dessedentação animal.
publicado: 15/04/2013 17h39, última modificação: 20/06/2018 17h16

As ações do programa Água para Todos executadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) chegam este mês a 66 municípios do semiárido piauiense, onde as obras já estão sendo iniciadas. Ao todo, o estado do Piauí será contemplado, nessa nova etapa, com 80 barreiros para acumulação de água e 60 sistemas simplificados de abastecimento, o que facilitará o acesso de aproximadamente 2,2 mil famílias do semiárido piauiense à água de boa qualidade para preparo de alimentos, higiene pessoal, agricultura e dessedentação animal.

Por meio de convênio entre a Codevasf e a Secretaria de Desenvolvimento Rural do Piauí estão sendo construídos em diversos municípios outros 50 barreiros para acumulação de água, dos quais 35 já foram concluídos, um investimento de R$ 1,9 milhão também no âmbito do Água para Todos.

A melhoria da segurança hídrica do estado inclui também a implantação de mais de 29 mil cisternas de consumo, traduzindo investimentos de mais de R$ 160 milhões. Desde o início da execução do programa, em 2012, a Companhia beneficiou mais de 3,1 mil famílias do Piauí com os reservatórios.

Cada cisterna de consumo pode armazenar até 16 mil litros de água, quantidade suficiente para abastecer famílias de cinco pessoas por períodos de estiagem de até seis meses.

O programa Água para Todos é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional (MI) e tem como principal meta universalizar o acesso à água entre a população rural do semiárido brasileiro. Um dos objetivos do programa é instalar 750 mil cisternas até 2014. Desse montante, a Codevasf deverá instalar 160 mil reservatórios, dos quais 32.660 destinados ao Piauí. As cisternas ajudam as populações dos municípios com carência hídrica a terem melhores condições para enfrentar os longos períodos de estiagem, armazenando a água da chuva captada nos telhados das casas.

Barragens e adutoras

Com recursos oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da ordem de R$ 101,5 milhões, a empresa garantirá a conclusão de três empreendimentos que irão permitir a segurança hídrica em municípios piauienses onde há extrema carência de água.

O primeiro deles é a conclusão da barragem Tinguís – executada até então por emendas parlamentares –, que passará a contar com convênio da Codevasf com o Governo do Estado do Piauí e fortalecerá a disponibilidade hídrica dos municípios de Brasileira, Batalha, Piracuruca e Piripiri. A barragem permitirá o uso da água na irrigação de áreas potencialmente agrícolas, localizadas na jusante do barramento, ocasionará a perenização do Rio dos Matos e sua consequente utilização no abastecimento urbano das cidades circunvizinhas, além de oportunizar a irrigação racional, a cultura de vazante, a criação de peixe e o lazer na região.

Também em fase de conclusão, a barragem de Atalaia beneficiará os municípios de Sebastião Barros, Corrente, Cristalândia do Piauí e cidades circunvizinhas, propiciando o abastecimento d'água, a irrigação ao longo do vale, aproveitamento hidroagrícola em torno do lago, além da possibilidade de implantação de atividades de piscicultura e lazer no local da obra.

Outro empreendimento importante para o estado a ser executado pela Codevasf é a conclusão da barragem Pedregulho, um convênio firmado com o município de Dirceu Arcoverde, que ampliará a oferta de água de boa qualidade na região, com utilização racional desse recurso, possibilitando o desenvolvimento sustentável das cidades e comunidades circunvizinhas de Dirceu Arcoverde e São Lourenço do Piauí.

Segundo a gerente regional de infraestrutura da Codevasf no Piauí, Clarissa Santos, essas obras são importantes para o estado, porque representam a possibilidade das comunidades carentes terem água para satisfazer suas necessidades vitais. “As barragens permitem a sobrevivência das comunidades e dos seus animais, possibilitando o cultivo de alimentos através de cultura de vazante, criação de peixes e lazer”, esclarece Clarissa Santos.

Por meio de contratos a serem firmados ainda este ano envolvendo recursos da ordem de R$ 59,9 milhões, a Codevasf vai investir na construção das adutoras de Lagoa do Barro, Queimada Nova, Vila Nova, São Raimundo, Dirceu Arcoverde (Pedregulho), Massapê e da adutora do Sudeste, que atenderá os municípios de Jaicós, Belém do Piauí, Padre Marcos, Francisco Macedo, Alegrete, Marcolândia e Caldeirão Grande, proporcionando o abastecimento de água potável para aproximadamente 43 mil habitantes dos municípios beneficiados e cidades vizinhas.

O superintendente da Codevasf no Piauí, Valdiney Amorim, acrescenta que “de 2011 até o final de 2013 os investimentos da empresa na infraestrutura hídrica do estado terão totalizado R$ 341 milhões”. Isso garantirá água para as comunidades das regiões beneficiadas, possibilitando seu desenvolvimento.

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/14-codevasf-inicia-obrade-de-infra-estrutura-hidrica-no-piaui.mp3