Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Codevasf conquista categoria máxima do Selo Verde
conteúdo

Notícias

Codevasf conquista categoria máxima do Selo Verde

A Codevasf receberá, nesta sexta-feira (03), o Selo Verde “Diamante”, categoria máxima concedida pela organização não-governamental Ecolmeia, de São Paulo. Ela é a primeira empresa pública no país a alcançar esse nível. A entrega da certificação será às 14h, no auditório da Sede da companhia em Brasília, marcando o encerramento da 1ª Semana de Meio Ambiente.
publicado: 02/06/2011 14h58, última modificação: 20/06/2018 17h11

A Codevasf receberá, nesta sexta-feira (03), o Selo Verde “Diamante”, categoria máxima concedida pela organização não-governamental Ecolmeia, de São Paulo. Ela é a primeira empresa pública no país a alcançar esse nível. A entrega da certificação será às 14h, no auditório da Sede da companhia em Brasília, marcando o encerramento da 1ª Semana de Meio Ambiente.

A empresa já havia sido contemplada com o Selo Verde na categoria “Ouro” em setembro do ano passado. Para isso, atendeu a alguns requisitos exigidos, como: desempenho e comprometimento com as questões sociais e ambientais e apresentação de soluções que contribuem com a redução dos impactos na natureza.

Na época, foram avaliados empreendimentos nas Superintendências Regionais da companhia em Sergipe e Alagoas, desenvolvidos por meio do Programa de Apoio aos Arranjos Produtivos Locais (APLs) e Projeto Amanhã. As iniciativas contemplam práticas ecologicamente corretas, como agricultura orgânica; produção de mudas; fruticultura irrigada; reutilização da casca de coco para componente de substrato; piscicultura; artesanato; Produção Agroecológica Integrada Sustentável – PAIS, entre outras.

Para a obtenção da categoria “Diamante”, a Codevasf indicou para serem avaliadas pelo Programa Selo Verde três organizações que desenvolvem atividades sustentáveis em parceria com ela. A visita da Ecolmeia ocorreu no âmbito das 3ª e 6ª Superintendências Regionais, em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) respectivamente. Foram auditados o Distrito de Irrigação de Mandacaru - Dimand e a Associação de Pequenos Produtores Manga Brasil, em Juazeiro, e a Cooperativa de Energia, Comunicação e Desenvolvimento do Alto Pajeú - Ceralpa, em Afogados da Ingazeira (PE).

No Dimand, alguns aspectos que se sobressaíram na análise foram: desenvolvimento de uma metodologia inovadora, que resultou na redução do consumo de água, energia elétrica e dos riscos de salinização do terreno, assim como o combate ao carreamento de fertilizantes e agrotóxicos para o leito do rio São Francisco por meio de técnicas de drenagem.

A Associação Manga Brasil, por sua vez, se destacou pelo atendimento a exigências como: respeito às relações de trabalho, proteção do meio ambiente, racionalização do uso de insumos e água e controle da qualidade das frutas processadas em seu packing house, desde o plantio até a expedição para o mercado interno e externo.

Já a Ceralpa foi reconhecida pela diversificação de suas atividades, que englobam desde a responsabilidade social, com geração de emprego e renda para 300 famílias de catadores participantes do projeto de industrialização de resíduos sólidos, até a implementação de tecnologias simples e de baixo custo para aproveitamento da água da chuva.

Por atender aos requisitos gerais do Programa Selo Verde Ecolmeia de trabalhar a educação ambiental e adotar soluções viáveis de eliminação, redução, reutilização e reciclagem de resíduos, as três entidades conquistaram a categoria “Ouro” da certificação, e a Codevasf, a categoria “Diamante” por ter sido caracterizada uma rede de organizações na sua área de atuação que tem como objetivos a excelência das ações socioambientais e o compromisso com o desenvolvimento sustentável e a cidadania.

O gerente de Meio Ambiente da Codevasf, Jean Wellington Ramos, ressalta a importância dessa certificação para a empresa. “A Codevasf, como empresa pública vinculada ao Ministério da Integração Nacional, está totalmente ligada à situação de crescimento econômico com sustentabilidade social e ambiental. Com o recebimento do Selo Verde Diamante, estaremos dando mais um importante passo na construção da imagem ética e comprometida que a empresa deve ter junto à população”, afirma.

Sobre o Programa Selo Verde Ecolmeia

O Selo Verde Ecolmeia, criado em 2008, é um reconhecimento às organizações que realizam suas atividades buscando a sustentabilidade e estimulando seus parceiros a se tornarem agentes multiplicadores de boas práticas ambientais. O Selo é concedido pela organização não-governamental Ecolmeia, que fica em São Bernardo do Campo (SP). A Ecolmeia é um Programa de Ecologia que tem a missão de despertar a conscientização do público por meio da proposta de mudança de comportamento e de atitudes solidárias e ambientalmente corretas.

A organização que obtém o Selo Verde Ecolmeia recebe o título de “Amiga do Meio Ambiente”. Assim, indica para o mercado sua preocupação em promover o crescimento de forma sustentável, reduzindo os impactos ambientais negativos no solo, no ar e nas águas em toda sua cadeia produtiva. As categorias são: Bronze, Prata, Ouro e Diamante.

Os critérios exigidos para aquisição do Selo Verde são: aplicar uma Política Ambiental; desenvolver técnicas, processos e serviços limpos que reduzam os impactos ambientais negativos e que respeitem o meio ambiente; trabalhar a educação ambiental junto a funcionários, fornecedores, clientes e comunidade e utilizar a “Política dos 3R´s” - reduzir; reutilizar e reciclar.