Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Apoio à ovinocaprinocultura
conteúdo

Notícias

Apoio à ovinocaprinocultura

O potencial da ovinocaprinocultura na região norte de Minas Gerais foi destacado pelo superintendente regional da Codevasf, Anderson Chaves, durante o VI Encontro do Programa Ovinos Gerais, em Montes Claros (MG)
publicado: 01/02/2007 15h55, última modificação: 20/06/2018 17h06

O potencial da ovinocaprinocultura na região norte de Minas Gerais foi destacado pelo superintendente regional da Codevasf, Anderson Chaves, durante o VI Encontro do Programa Ovinos Gerais, em Montes Claros (MG), na última terça-feira. Segundo ele, as características do clima e do solo da região, aliadas à proximidade com o mercado consumidor, podem transformar a região numa grande produtora de ovinos e caprinos, gerando emprego e renda.

Convidado para participar do Encontro pelo Idene (Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais), promotor do evento, o dirigente regional da Codevasf ressaltou que a Empresa tem envidado todos os esforços no sentido de implementar estratégias para o desenvolvimento integrado e sustentável da região, por meio da articulação com órgãos e entidades estruturadoras dos Arranjos Produtivos Locais (APLs).

Como apoio à ovinocaprinocultura regional, a Codevasf já repassou R$ 544.861,85 para a Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos do Norte de Minas – Accomontes, visando a estruturação do setor na região. Os recursos são oriundos da assinatura de dois convênios, que possibilitaram a aquisição de 100 matrizes e 5 reprodutores de alta linhagem genética, objetivando a melhoria do rebanho regional de caprinos e ovinos. Foram beneficiados 80 pequenos produtores rurais dos municípios de Montes Claros, Francisco Sá, Porteirinha e Coração de Jesus, que terão a missão de difundir esse trabalho em suas regiões. Também foi adquirido um laboratório móvel, denominado bode móvel, para realização exames na própria propriedade.

Idalina Almeida, presidente da Accomontes, acentuou que na reunião a parceria com a Codevasf foi o primeiro passo para a estruturação da atividade na região. A presidente frisou ainda, que, embora muito nova entre os produtores rurais, a caprinocultura já tem hoje um plantel estimado em mais de trinta mil cabeças no norte de Minas.

Romário Farley de Oliveira, gerente de projetos da Secretaria de Programas Regionais do Ministério da Integração Regional, também presente ao Encontro, discorreu sobre a importância de se realizar um trabalho articulado entre todas as instituições públicas e privadas envolvidas com a ovinocaprinocultura, para que a atividade possa ser melhor disseminada em toda a região.