Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Água para Todos beneficiará 300 famílias esta semana no norte da Bahia
conteúdo

Notícias

Água para Todos beneficiará 300 famílias esta semana no norte da Bahia

Um total de 300 cisternas instaladas e mais 54 beneficiários capacitados para recebê-las esta semana. Esta é a meta da 6ª superintendência regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), por meio do programa Água para Todos, coordenado pelo Ministério da Integração Nacional (MI).
publicado: 04/10/2012 18h22, última modificação: 20/06/2018 17h14

Um total de 300 cisternas instaladas e mais 54 beneficiários capacitados para recebê-las esta semana. Esta é a meta da 6ª superintendência regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), por meio do programa Água para Todos, coordenado pelo Ministério da Integração Nacional (MI).

Em Santa Brígida, haverá capacitação de mais beneficiários nos povoados de Porteira, Juazeirão, Bandeira, Projeto Esperança e Minuim, e será dada continuidade a busca ativa, verificação de cadastros, validação, locação, fiscalização de instalação, instalação de cisternas, capacitação e registro das ações no GPWEB.

Em Morro do Chapéu foram cadastrados e validados até agora 960 beneficiários para recebimento de cisternas, e foram emitidas ordem de serviço para instalação de outras 337 unidades. A previsão para esta semana é de atingir a meta de 100 beneficiários com cisternas instaladas.

Joselito Menezes, coordenador do programa na 6ª SR, destacou as metas atingidas em alguns municípios. “Podemos citar o sucesso da atividade em Uauá, onde batemos a marca de 1.658 beneficiários cadastrados para o recebimento e instalação de cisternas ante uma meta de 1.861, e em Santa Brígida, alcançamos 899 beneficiários cadastrados para o recebimento de cisternas ante a previsão de 1.000 unidades”.

O número de beneficiários validados, aptos a receber os reservatórios em localidades dos municípios de Chorrochó, Morro do Chapéu, Santa Brígida e Uauá chega a mais de 4.310 de um total de 4.723 – quase 91% da meta estabelecida pelo programa Água para Todos na área de atuação da 6ª SR da Codevasf, em Juazeiro (BA), no semiárido baiano.

Para o superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, Emanoel Lima, o trabalho está atingindo as expectativas. “A intenção do Governo Federal é acelerar o ritmo de validação das famílias com ampliação das equipes de campo e o aumento de frentes de trabalho das empresas instaladoras das cisternas”, disse.

Até 2014, o Governo Federal, por meio do Água para Todos, irá beneficiar 750 mil famílias com a instalação de cisternas de polietileno, com capacidade para armazenar até 16 mil litros de água. Os reservatórios possuem tecnologia moderna testada e aprovada em países como México, Austrália e Indonésia.

As principais vantagens do reservatório são a resistência do material e a rapidez de execução e condições de armazenamento que impedem a incidência de luz solar e evitam a proliferação de algas que podem causar danos à água. A água adequadamente armazenada pode ser usada para beber, cozinhar e escovar os dentes, principalmente nos períodos de estiagem.

Em sua área de atuação, a Codevasf já instalou 23.532 cisternas em 41 municípios, em áreas rurais prioritariamente situadas no semiárido nordestino brasileiro. Além disso, já são 53.482 beneficiários validados, ou seja, aptos a receber os reservatórios nos terreiros de suas casas. Com isso, estará dando a partida, ainda este ano, para validar mais 120 mil famílias, traduzindo investimentos totais de R$ 900 milhões.


Participação social

Um dos pontos fortes do programa é a interação com a comunidade. Para isso, são organizados Comitês Gestores Municipais formados por representantes da sociedade civil organizada, sindicatos de representação rural, associações rurais, igrejas, pastorais e do poder público municipal, além de Comissões Comunitárias. O Comitê auxilia na mobilização local das comunidades visando o cadastramento e validação das famílias a serem beneficiadas, garantindo a correta distribuição dos reservatórios.
A indicação das localidades cabe ao Comitê, bem como a relação dos beneficiários, obedecendo aos critérios do programa – famílias de áreas rurais, prioritariamente do semi-árido, em situação de pobreza e extrema pobreza associada à carência de acesso à água com renda per capita de até R$ 140,00, desde que inscritas no Cadastro Único, e também aos aposentados que, mesmo possuindo renda per capita familiar acima de R$140,00, vivam exclusivamente de sua renda previdenciária.

E para garantir o perfeito funcionamento e uso adequado das cisternas, são promovidos cursos de Gestão da Água com as famílias beneficiadas. Nessas capacitações os participantes são orientados quanto à utilização da água sem desperdício e instruções para a manutenção dos reservatórios.

Plano Brasil sem Miséria

O programa Água para Todos faz parte do Plano Brasil Sem Miséria, instituído pelo Governo Federal em julho de 2011 e que tem o objetivo de elevar a renda e as condições de bem-estar da população.

As famílias extremamente pobres que ainda não são atendidas serão localizadas e incluídas de forma integrada nos mais diversos programas de acordo com as suas necessidades. O plano é direcionado aos brasileiros que vivem em lares cuja renda familiar é de até R$ 140,00 por pessoa. De acordo com o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estão nesta situação 16,2 milhões de brasileiros.

A ação agrega transferência de renda, acesso a serviços públicos, nas áreas de educação, saúde, assistência social, saneamento e energia elétrica, e inclusão produtiva. E, ainda envolvem a criação de novos programas e a ampliação de iniciativas existentes, em parceria com estados, municípios, empresas públicas e privadas e organizações da sociedade civil, o Governo Federal quer incluir a população mais pobre nas oportunidades geradas pelo forte crescimento econômico brasileiro. Mais informações sobre o assunto estão disponíveis no site do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome – www.mds.gov.br.