Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Agricultores familiares do norte de Minas Gerais serão beneficiados com kits de irrigação
conteúdo

Notícias

Agricultores familiares do norte de Minas Gerais serão beneficiados com kits de irrigação

Agricultores familiares de 34 municípios do semiárido mineiro serão beneficiados com a implantação de kits de irrigação por aspersão convencional e microaspersão. O objetivo é amenizar os efeitos da seca na região, promovendo segurança alimentar e nutricional de famílias em situação de vulnerabilidade social, além da geração de emprego e renda. A expectativa é de que a instalação dos primeiros equipamentos aconteça até dezembro deste ano, e até meados de 2014 todos estejam instalados. A ação faz parte do Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Água - Água para Todos, do governo federal.
publicado: 12/09/2013 12h12, última modificação: 20/06/2018 17h18

Agricultores familiares de 34 municípios do semiárido mineiro serão beneficiados com a implantação de kits de irrigação por aspersão convencional e microaspersão. O objetivo é amenizar os efeitos da seca na região, promovendo segurança alimentar e nutricional de famílias em situação de vulnerabilidade social, além da geração de emprego e renda. A expectativa é de que a instalação dos primeiros equipamentos aconteça até dezembro deste ano, e até meados de 2014 todos estejam instalados. A ação faz parte do Programa Nacional de Universalização do Acesso e Uso da Água - Água para Todos, do governo federal.

Serão investidos R$ 8 milhões por meio de convênio celebrado entre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa/MG), com a interveniência do Estado de Minas Gerais, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater/MG) e a Fundação Rural Mineira (Ruralminas). Os recursos são oriundos do governo federal, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Ministério da Integração Nacional.

“A ação visa a apoiar com técnica adequada a agricultura familiar irrigada no semiárido, mediante a inserção de métodos modernos de irrigação nas comunidades de irrigantes que não dispõem de recursos para aquisição de sistemas eficientes. Os equipamentos serão doados posteriormente, de maneira formal, aos seus usuários finais, e será dado o apoio técnico necessário aos beneficiados para orientação da instalação e operação dos sistemas, pela empresa de assistência técnica e extensão rural do estado”, explica José Augusto de Carvalho Gonçalves Nunes, diretor da Área de Revitalização de Bacias Hidrográficas da Codevasf.

As intervenções propostas abrangem comunidades rurais e agricultores familiares pertencentes aos municípios mineiros de mais baixo Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), inseridos no semiárido, e que estejam na área de atuação da Codevasf.

Na relação dos municípios a serem atendidos estão Bonito de Minas, Capitão Enéas, Catuti, Cônego Marinho, Espinosa, Francisco Sá, Gameleiras, Ibiracatu, Jaíba, Janaúba, Januária, Japonvar, Juvenília, Lontra, Mamonas, Manga, Mata Verde, Matias Cardoso, Mato Verde, Miravânia, Montalvânia, Monte Azul, Nova Porteirinha, Pai Pedro, Patis, Pedras de Maria da Cruz, Porteirinha, Riacho dos Machados, Rio Pardo de Minas, São João da Ponte, São João das Missões, Serranópolis de Minas, Varzelândia e Verdelândia.

Na avaliação do superintendente regional da Codevasf em Minas Gerais, Aldimar Dimas Rodrigues, esta é mais uma iniciativa para promover a melhoria da qualidade de vida dos agricultores familiares de municípios do norte do estado.“Esta parceria tende a ser promissora, tendo em vista a experiência da Codevasf de décadas de trabalho com a irrigação, conjugada com o conhecimento da Emater/MG e da Ruralminas acerca da realidade da agricultura familiar em praticamente todos os municípios do estado, além da experiência administrativa da Seapa/MG”, destaca.

Metodologia e serviços

Após a assinatura do convênio, foram iniciadas as negociações com a Emater/MG e a Ruralminas para iniciar a primeira etapa do projeto, que é o cadastramento dos produtores que serão beneficiados. Os critérios básicos para ser beneficiário são ter disponibilidade de água na propriedade, ser agricultor familiar e participar de algum programa da Seapa/MG.

Serão consideradas também as famílias validadas pela Codevasf do ponto de vista da renda per capita igual ou inferior a R$ 140,00 mensais, e a disponibilidade técnica, como solo adequado e outros requisitos.“Atendidos esses critérios, os produtores serão cadastrados e, com base nesse cadastro, iremos montar o termo de referência e edital para aquisição dos equipamentos”, explica Amarildo José Brumano Kalil, da assessoria técnica em agricultura irrigada, da Seapa/MG.

Além disso, serão observados outros critérios. Caberá à Codevasf assegurar que as ações sejam realizadas exclusivamente em municípios com situação de emergência por motivo de estiagem ou seca (decretada na data de inicio da licitação das intervenções) e possuam Comitê Municipal Gestor do Programa Água para Todos.

Serão adquiridos 359 sistemas de irrigação ou kits de irrigação dimensionados para áreas de até dois hectares - por família ou propriedade -, num total estimado de 718 hectares, aliados à capacitação dos agricultores em agricultura irrigada e assistência técnica. Cada kit é composto por tubos e suas conexões em PVC do tipo engate rápido, mangueiras de polietileno, alimentados por conjunto motor e bomba a diesel ou elétrico, montados sobre base móvel com duas rodas, de modo a facilitar sua instalação e deslocamento. Para o dimensionamento dos sistemas de irrigação, serão elaborados projetos executivos nas propriedades selecionadas e viabilizados por técnicos especializados para realizar todos os estudos necessários.

A responsabilidade pelos projetos técnicos dos sistemas de irrigação e pelo georreferenciamento das instalações ficará a cargo da Ruralminas. Já a realização da assistência técnica às famílias beneficiadas compete à Emater/MG. Caberá aos beneficiários a manutenção e a administração dos sistemas, após sua implantação.

“Sabemos que para cada hectare de irrigação implantado gera um posto de trabalho direto e, no mínimo, mais dois indiretos. Somente por esse motivo já se justifica o projeto. Mas podemos citar também que além da produção, para garantir a segurança alimentar dessas famílias, será gerado excedente para comercialização nos mercados municipais e regionais, dinamizando as economias locais e regional, respectivamente”, conclui Kalil.

Ouça a notícia da Rádio Codevasf:

http://www.codevasf.gov.br/principal/promocao-e-divulgacao/central-de-radio/materias-e-entrevistas-2013/17-agricultores-familiares-do-norte-de-minas-gerais-serao-beneficiados-com-kits-de-irrigacao.mp3