Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Agricultores do Perímetro do Boacica preparam safra de arroz 2010/2011
conteúdo

Notícias

Agricultores do Perímetro do Boacica preparam safra de arroz 2010/2011

Otimismo e muito trabalho marcam a preparação para o início da safra de arroz 2010/2011 dos lotes que compõem o Perímetro Irrigado do Boacica, mantido pela Codevasf no município alagoano de Igreja Nova. Somente o Banco do Brasil deverá liberar cerca de R$ 1,26 milhões em financiamento aos irrigantes do Boacica, valor que, somado à infraestrutura de irrigação e drenagem recuperada recentemente pela Codevasf, poderá promover mais um recorde na produção do perímetro público de irrigação.
publicado: 16/08/2010 14h46, última modificação: 20/06/2018 17h09

Otimismo e muito trabalho marcam a preparação para o início da safra de arroz 2010/2011 dos lotes que compõem o Perímetro Irrigado do Boacica, mantido pela Codevasf no município alagoano de Igreja Nova. Somente o Banco do Brasil deverá liberar cerca de R$ 1,26 milhões em financiamento aos irrigantes do Boacica, valor que, somado à infraestrutura de irrigação e drenagem recuperada recentemente pela Codevasf, poderá promover mais um recorde na produção do perímetro público de irrigação.

O clima de otimismo em relação à safra 2010/2011 pode ser notado no agricultor irrigante Robson Nascimento. “A melhoria na produtividade da safra passada foi uma coisa muito boa. Os bancos puderam ver o nosso sucesso e hoje temos mais financiamento. O Banco do Brasil acredita no nosso trabalho”, comemorou o irrigante.

Ele lembrou ainda que a recuperação da infraestrutura comum de irrigação e drenagem deve ser um dos pontos que fará o sucesso da safra de arroz deste ano do Perímetro do Boacica. “Creio que a produção será bem melhor do que a anterior. Esse ano teremos os canais recuperados pela Codevasf. Em dezembro, queremos iniciar a colheita. Neste momento, estamos finalizando a preparação da terra com o primeiro corte da terra. Vamos fazer o segundo corte e, se necessário, o terceiro. Após isso, iniciamos o plantio direto das sementes”, explicou o irrigante Robson Nascimento. Ele acrescentou que também espera um aumento do preço do alqueire de arroz (equivalente a 240 kg do cereal na casca) para a próxima safra dos atuais R$ 90,00 para R$ 120,00.

De acordo com Germano Albuquerque, gerente do Distrito de Irrigação do Boacica (DIB), que administra a área do Perímetro Público, foram realizadas nove reuniões com os agricultores irrigantes para planejamento da safra 2010/2011. “Nessas reuniões pudemos expor e discutir os encaminhamentos para preparação da safra, como, por exemplo, a distribuição de sementes”, afirmou. Ele ainda declarou que somente em financiamento a safra deve movimentar em torno de R$ 1,4 milhões, dos quais somente R$ 1,26 milhões são recursos da Agência Banco do Brasil de Igreja Nova, principal agente financiador dos irrigantes do perímetro.

Ele ainda acrescentou que acredita numa estabilização da produtividade do Perímetro de Boacica. “Devemos ter um pequeno aumento na produtividade, como ocorreu no ano passado. Uma das explicação é o aumento na quantidade de sementes enviadas pela Secretaria de Estado da Agricultura de Alagoas (Seagri), que cresceu 40%”.

Germano Albuquerque também aposta que o aumento na produtividade reflita no crescimento da renda bruta das famílias dos agricultores irrigantes. O gerente do DIB ainda se mostrou preocupado com a possibilidade futura de problemas na variedade de arroz plantada no Perímetro do Boacica. “Já plantamos a variedade Rio Formoso há dez anos. Isso pode resultar na queda da resistência dessa variedade a doenças, especialmente a brusone. É preciso que sejam realizadas pesquisas que identifiquem variedade com potencial produtivo e tolerância às doenças e pragas para esta região”, defendeu.

Para melhoria da infraestrutura de drenagem e irrigação, a Codevasf investiu cerca de R$ 1,5 milhão reais. Somente na recuperação de aproximadamente 6 km de canais de irrigação, foram investidos aproximadamente R$ 1 milhão.