Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Ações da Codevasf em aquicultura e pesca serão apresentadas em evento internacional
conteúdo

Notícias

Ações da Codevasf em aquicultura e pesca serão apresentadas em evento internacional

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) participa, de 7 a 9 de novembro, da III Aquapescabrasil - Feira Internacional da Pesca e Aquicultura, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador. O objetivo do evento é reunir, em um mesmo local, representantes da indústria da aquicultura e da pesca do Brasil e toda sua cadeia produtiva, bem como acadêmicos e demais instituições que atuam no segmento.
publicado: 01/11/2012 17h26, última modificação: 20/06/2018 17h14

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) participa, de 7 a 9 de novembro, da III Aquapescabrasil - Feira Internacional da Pesca e Aquicultura, no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador. O objetivo do evento é reunir, em um mesmo local, representantes da indústria da aquicultura e da pesca do Brasil e toda sua cadeia produtiva, bem como acadêmicos e demais instituições que atuam no segmento.

Um dos destaques da programação é o III Simpósio Internacional da Aquicultura e Pesca (SIAP) no dia 8, que contará com diversos painéis, palestras e mesas-redondas. Haverá, nesse evento, espaço para apresentação de trabalhos técnico-científicos, que serão divididos em cinco eixos: Pesca Artesanal; Pesca Industrial; Aquicultura de Água Doce; Maricultura e Tecnologia do Pescado.

O biólogo da Codevasf, Yoshimi Sato, que atua no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Três Marias (MG), fará uma apresentação com o tema “Biodiversidade do rio São Francisco”. O Centro é conhecido pelo trabalho com reprodução artificial de peixes nativos da bacia do São Francisco, contabilizando 35 espécies, entre elas curimatã pacu, zulega ou xira, curimatã pioa, surubim, dourado, piau verdadeiro, matrinchã, pacamã e pirá.

A Companhia também irá expor suas ações em um estande institucional, com distribuição de folders e exemplares do Manual de Criação de Peixes em Tanques-Rede, elaborado por técnicos da empresa. Além disso, a engenheira de pesca, Janleide Costa, da Superintendência Regional do Piauí, apresentará um trabalho técnico-científico, em formato de poster, intitulado “Digestibilidade de ingredientes alternativos para peixes tropicais”.

“A participação da Codevasf na III Aquapescabrasil, como copatrocinadora do evento e com técnicos e estande próprio, é de fundamental importância para projetar a empresa como protagonista da aquicultura brasileira”, afirma a gerente de Desenvolvimento Territorial da Codevasf, Kênia Marcelino, ressaltando ainda a importância dos trabalhos desenvolvidos pela Companhia e as possibilidades de ações em sua área de atuação.

A III Aquapescabrasil promoverá, ainda, a segunda edição do Prêmio Nacional de Aquicultura, que elegerá os destaques do setor governamental, acadêmico e empresarial no trabalho em prol do desenvolvimento da aquicultura no país. Haverá, também, um Workshop Gastronômico, com cursos ministrados por chefs brasileiros e internacionais, enfatizando o consumo e preparo de pescado e possibilitando aos expositores a divulgação de seus produtos.

Codevasf investe em projetos na área

A Codevasf possui sete Centros Integrados de Recursos Pesqueiros e Aquicultura, que têm se tornado referência em atividades como pesquisa e reprodução de peixes para repovoamento do rio São Francisco e fomento à aquicultura comercial. São eles: Três Marias e Gorutuba, em Minas Gerais; Ceraíma e Xique-Xique, na Bahia; Bebedouro, em Pernambuco; Betume, em Sergipe; e Itiúba, em Alagoas. Além disso, está implantando um Centro de Referência em Aquicultura e Recursos Pesqueiros no município de Parnaíba (PI), em parceria com o Governo do Estado do Piauí.

Para incrementar a estrutura de seus centros, a Companhia investiu, de 2007 a 2011, mais de R$ 24 milhões em obras e equipamentos, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Para manutenção e operação, estão sendo aplicados recursos da ordem de R$ 3 milhões.

Atualmente, a empresa apoia cerca de 50 unidades de piscicultura em tanques-rede em reservatórios e canais de irrigação e em viveiros escavados, por meio de fornecimento de ração e alevinos para unidades demonstrativas de piscicultura, capacitação e assistência técnica a pequenos produtores e incentivo ao associativismo e cooperativismo.

Com o intuito de auxiliar essas capacitações, a Codevasf publica manuais com uma linguagem simples, de bom entendimento ao produtor aquícola, porém tecnicamente qualificada e explicativa: o Manual de Criação de Peixes em Tanques-rede, publicado em 2009 e republicado em 2010, e o Manual de Criação de Peixes em Viveiros Escavados, que está em fase de editoração.

A Codevasf também desenvolveu um projeto, junto com outros parceiros, visando à estruturação e sustentabilidade do extrativismo do caranguejo-uçá no Delta do Parnaíba. O resultado foi a publicação, neste ano, do estudo “Industrialização do caranguejo-uçá do Delta do Parnaíba”. O projeto-piloto objetivou desenvolver produtos com maior valor agregado, reduzir a mortalidade ao longo da cadeia produtiva pelo aproveitamento industrial do crustáceo na própria região e incrementar a renda e a profissionalização do setor, melhorando as condições de vida das populações dedicadas a essa atividade.

Outra frente de atuação da Codevasf diz respeito à implantação de Unidades de Beneficiamento de Pescado (UBP), que têm o objetivo de processar a produção regional de pescado, gerar produtos de maior aceitação e com maior valor agregado, difundir tecnologias na área de processamento de pescado e facilitar o escoamento da produção. Dentre as UBP's implantadas, duas estão prestes a ter seus processos licitatórios para concessão de uso iniciados: a de Bocaina, no Piauí, e a de Barreiras, na Bahia. Ambas têm capacidade para processar até duas toneladas de pescado por dia.