Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2007 > Acesso projetado pela Codevasf irá escoar produção de 600 agricultores familiares no perímetro de Estreito
conteúdo

Notícias

Acesso projetado pela Codevasf irá escoar produção de 600 agricultores familiares no perímetro de Estreito

O projeto básico para construção da estrada de acesso de 64 km a partir do perímetro irrigado de Estreito, entre Sebastião Laranjeiras e Urandi, no Médio São Francisco baiano, já foi concluído pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), e agora aguarda apenas a aprovação dos órgãos federais responsáveis pela rede viária para que sejam iniciados os trâmites para a licitação da obra.
publicado: 26/02/2013 18h28, última modificação: 20/06/2018 17h16

O projeto básico para construção da estrada de acesso de 64 km a partir do perímetro irrigado de Estreito, entre Sebastião Laranjeiras e Urandi, no Médio São Francisco baiano, já foi concluído pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), e agora aguarda apenas a aprovação dos órgãos federais responsáveis pela rede viária para que sejam iniciados os trâmites para a licitação da obra.

A informação foi divulgada pelo presidente da Codevasf, Elmo Vaz, para os cinco prefeitos da região que estiveram reunidos nesta terça (26), junto com o deputado federal baiano Waldenor Pereira, no gabinete da Companhia, em Brasília.

Obras de esgotamento e de abastecimento, os perímetros irrigados do Vale do Iuiú, Estreito e Formoso – todos situados naquela região – , e as cisternas de consumo do programa Água para Todos também fizeram parte da pauta da reunião com os gestores dos municípios de Malhada, Carinhanha, Iuiú, Urandi e Sebastião Laranjeiras, que recebem ações tocadas pela Codevasf dentro do raio de atuação da 2ª Superintendência Regional da Companhia, sediada em Bom Jesus da Lapa (BA).

Situado dentro do território dos municípios baianos de Sebastião Laranjeiras e Urandi, e também no município de Espinosa, norte de Minas Gerais, o projeto de irrigação Estreito agrega cerca de 600 famílias de agricultores que produzem predominantemente banana. A nova estrada de acesso facilitará o escoamento da produção do perímetro até a BR-122, que leva aos mercados consumidores de Belo Horizonte (MG), São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia (GO) e Brasília, além de Salvador.

Durante a reunião, o presidente da Codevasf informou aos gestores dos municípios que o programa Mais Irrigação prevê investimentos de R$ 44 milhões, no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), para serem aplicados em 2,7 mil hectares do perímetro de Estreito. Para o Vale do Iuiú, estão previstos R$ 19 milhões, e para o projeto Formoso, R$ 29,3 milhões.

O Vale do Iuiú integra o eixo de estudos e projetos do Mais Irrigação e totaliza cerca de 30 mil hectares nos municípios de Malhada e Iuiú. O potencial é para fruticultura irrigada, com captação de água feita a partir do rio São Francisco no município de Malhada.

Foto: José Luiz Oliveira/Codevasf