Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Visita técnica ao sistema de automação da área Maria Tereza
conteúdo

Notícias

Visita técnica ao sistema de automação da área Maria Tereza

Cerca de trinta técnicos que trabalham com operação e manutenção nos Perímetros de Irrigação da Codevasf de Pernambuco, Bahia, Minas Gerais e da sede, em Brasília, e do Sistema Itaparica estão recebendo capacitação sobre automação, promovida pela Companhia.
publicado: 19/12/2008 16h09, última modificação: 20/06/2018 17h03

Cerca de trinta técnicos que trabalham com operação e manutenção nos Perímetros de Irrigação da Codevasf de Pernambuco, Bahia, Minas Gerais e da sede, em Brasília, e do Sistema Itaparica estão recebendo capacitação sobre automação, promovida pela Companhia. Eles participaram de visita técnica ao centro de supervisão do Distrito de Irrigação Senador Nilo Coelho, localizado no Centro de Serviço 1, no Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho, em Petrolina, onde está sendo implantado o sistema de automação.
 
Para capacitar o corpo técnico que vai trabalhar com o sistema mais moderno, a Superintendência Regional da Codevasf, em Petrolina (PE), realizou curso sobre a automação e apresentação do software de gerenciamento do sistema, da Área Maria Tereza. O curso foi conduzido pela Vector Engenharia, empresa contratada para fazer a implantação da automação.


Investimentos - Recursos da ordem de R$ 1,5 milhão foram aplicados pela Codevasf na automatização da operação das Estações de Bombeamentos (EBs). “Esta ação que a Companhia hoje concretiza é um fato marcante na condução dos Perímetros de Irrigação Senador Nilo Coelho e Área Maria Tereza, em Petrolina (PE)”, destaca o superintendente regional da Codevasf, em Petrolina (PE), Luís Eduardo Frota, ressaltando que estas intervenções prevêem maior eficiência no trabalho.


“Atualmente a operação é feita de forma manual. A partir da implantação de equipamentos, softwares e computadores será possível fazer, pela internet, o monitorando do funcionamento das EBs, das bombas, do consumo de energia, além de nos auxiliar na manutenção dos equipamentos, porque todas as informações de campo chegam para o sistema de forma on line”, completou.


Frota acrescenta, ainda, que o Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho já é automatizado e agora está sendo concluída a automação da Área Maria Tereza. “Esta intervenção vai trazer grandes benefícios para o produtor, seja na redução dos custos de energia, de manutenção ou de operação dos equipamentos”, conclui.


“Com a automação é possível ter o controle centralizado, onde as possibilidades de problemas, defeitos e ineficiência podem ser detectados previamente”, explica o diretor da Vector Engenharia, Devanir Pereira, completando que o sistema resulta em um maior controle de distribuição de água, inclusive de saber qual equipamento está trabalhando com mais eficiência, permitindo que reparos sejam feitos previamente, sem prejuízos para a produção.