Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Sistema de irrigação aumentará produtividade
conteúdo

Notícias

Sistema de irrigação aumentará produtividade

Produtores do Perímetro de Irrigação de Mandacaru, no município de Juazeiro (BA), estiveram reunidos na última quarta-feira (10/02) no clube social da localidade para discutir a mudança no sistema de irrigação por gravidade pelo pressurizado com gotejamento em um dos lotes do Perímetro
publicado: 12/02/2010 17h11, última modificação: 20/06/2018 17h06

Produtores do Perímetro de Irrigação de Mandacaru, no município de Juazeiro (BA), estiveram reunidos na última quarta-feira (10/02) no clube social da localidade para discutir a mudança no sistema de irrigação por gravidade pelo pressurizado com gotejamento em um dos lotes do Perímetro.

A idéia partiu de um trabalho realizado pelos engenheiros agrônomos Rodrigo Ribeiro Franco Vieira e Frederico Calazans, e pelo engenheiro eletricista Juan Ramon Fleischmann. Eles desenvolveram uma metodologia para o uso mais eficiente da água na irrigação, com menor consumo de energia e menor impacto ambiental. Os estudos têm como preceito a troca do sistema de irrigação de gravidade por aqueles pressurizados.

O estudo foi vencedor do Prêmio ECO 2009 na categoria Sustentabilidade em Novos Projetos e tem sido divulgado em congressos, feiras e outros eventos no Brasil e no exterior.

Quase todos os 52 irrigantes do Perímetro de Mandacaru compareceram à reunião e optaram pela adoção do novo sistema de irrigação. Eles foram informados sobre as peculiaridades do projeto piloto, inclusive com o testemunho do produtor Francisco Miranda, dono do lote de número 38, onde foram realizados os estudos preliminares. As obras para mudança do sistema de irrigação devem começar em abril deste ano, e o prazo previsto para conclusão é de seis meses. Os produtores presentes elegeram três representantes para acompanhar a implantação do sistema.


Mudanças à vista

Segundo o engenheiro agrônomo Rodrigo Vieira, “esse projeto conta com o apoio do presidente da Codevasf, Orlando Castro, e dos diretores Raimundo Deusdará e Clementino Coelho.”

Em dezembro do ano passado foi celebrado um convênio entre a Codevasf e o Distrito de Irrigação, que prevê investimentos da ordem de 3 milhões na aquisição e montagem de equipamentos e escavação dos reservatórios individuais.

Segundo a superintendente da Codevasf em Juazeiro, Ana Angélica Almeida Lima, “a celebração do convênio só foi possível porque o Distrito estava absolutamente com toda a sua situação econômica e fiscal devidamente regularizada, permitindo assim o aporte dos recursos”. Segundo Rodrigo Vieira, “a adoção desse sistema de irrigação vai necessitar também da mudança de mentalidade dos produtores. Eles vão aprender a controlar a lâmina de irrigação de uma forma absolutamente tecnificada, ao contrário do que vêm fazendo até hoje”.


Resultados

O projeto foi elaborado em um período de 8 meses, ao fim do qual os resultados demonstraram uma economia de 52% no volume anual bombeado, redução nos custos com energia elétrica de 36%, além de diversos efeitos positivos de cunho ambiental, tais como diminuição dos riscos de salinização do solo, e do carreamento de sólidos em suspensão e de produtos químicos para o leito do rio São Francisco.

Os autores do trabalho que desenvolveram o sistema destacam também como aspecto positivo o aproveitamento racional dos recursos naturais, sobretudo água e solo.