Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Saneamento incrementa economia em Ipubi (PE)
conteúdo

Notícias

Saneamento incrementa economia em Ipubi (PE)

A cidade de Ipubi, sertão do Araripe pernambucano, já colhe os primeiros frutos da obra de esgotamento sanitário da sede do município, de modo especial na área econômica. De acordo com o prefeito ipubiense, Francisco Siqueira, a obra representa um dos maiores investimentos públicos da história de Ipubi (em torno R$ 10 milhões oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC). O montante de uma única obra se aproxima ao que o município arrecada com impostos federais durante todo o ano (até 1º de novembro deste ano, a União repassou cerca de R$ 14 milhões ao município).
publicado: 16/11/2009 14h06, última modificação: 20/06/2018 17h05

A cidade de Ipubi, sertão do Araripe pernambucano, já colhe os primeiros frutos da obra de esgotamento sanitário da sede do município, de modo especial na área econômica. De acordo com o prefeito ipubiense, Francisco Siqueira, a obra representa um dos maiores investimentos públicos da história de Ipubi (em torno R$ 10 milhões oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC). O montante de uma única obra se aproxima ao que o município arrecada com impostos federais durante todo o ano (até 1º de novembro deste ano, a União repassou cerca de R$ 14 milhões ao município).

Na esfera socioeconômica, Siqueira enfatiza dois setores: emprego e saúde. A obra executada pela Codevasf deve gerar 350 vagas de trabalho no município, entre empregos diretos e indiretos, e movimentar principalmente o comércio local (supermercados, hotéis, material de construção). A redução dos gastos com saúde é outro benefício apontado pelo prefeito. "Para cada R$ 1 investido em saneamento básico, economizaremos até R$ 4 em saúde", informa.

Para Francisco Siqueira, a política de ampliação do saneamento básico implementada pelo Governo Federal, com participação da Codevasf, merece elogios, especialmente por atender cidades do interior do país. "A gente tem que reconhecer o governo do presidente Lula que vem dando oportunidade ao Nordeste com essas obras de infraestrutura de saneamento que antes só eram vistas no Sul e Sudeste, onde as populações tem alto poder aquisitivo", relata o prefeito.