Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Perímetro Irrigado Pedra Branca tem novo Plano de Ater
conteúdo

Notícias

Perímetro Irrigado Pedra Branca tem novo Plano de Ater

O Plano de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) que será executado no biênio 2009/2010, no Perímetro Irrigado Pedra Branca, localizado entre os municípios de Curaçá e Abaré, na Bahia, foi apresentado pela Projetec – empresa de assistência técnica- para os técnicos da Codevasf, em Juazeiro (BA), representantes de produtores e instituições que atuam no Perímetro.
publicado: 12/03/2009 17h31, última modificação: 20/06/2018 17h03

O Plano de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) que será executado no biênio 2009/2010, no Perímetro Irrigado Pedra Branca, localizado entre os municípios de Curaçá e Abaré, na Bahia, foi apresentado pela Projetec – empresa de assistência técnica- para os técnicos da Codevasf, em Juazeiro (BA), representantes de produtores e instituições que atuam no Perímetro.
 
A construção do Plano foi pautada nas necessidades apontadas pelos  produtores. Ações como assistência técnica para a agricultura, o desenvolvimento da agricultura orgânica, assim como o desenvolvimento das atividades na área de comercialização, saúde, educação e conservação de meio ambiente são alguns dos principais temas a serem trabalhados pela equipe de Ater.    
 
“Para a construção do Plano, primeiro foi realizado um diagnóstico no Perímetro Irrigado Pedra Branca, onde as famílias reassentadas responderam a um questionário e em função da sistematização dos resultados, foi elaborado o Plano de Trabalho com foco nas necessidades da comunidade”, disse o coordenador técnico do Perímetro Irrigado Pedra Branca, José de Brito, da Projetec.
 
Assistência - Os pequenos agricultores têm assistência técnica e extensão rural assegurada pelo governo federal. A superintendente regional, Ana Angélica Almeida Lima, da Codevasf, em Juazeiro (BA), explica que o grande avanço da empresa de Ater é a construção de um novo plano a partir das demandas dos produtores.
 
“Esta dinâmica já foi realizada nos Perímetros Públicos de Juazeiro e agora estamos fazendo nos Perímetro Irrigados do Sistema Itaparica. O plano é factível e mais próximo da realidade do Perímetro”, descreve a superintendente da Codevasf, em Juazeiro (BA), revelando que já é possível observar os resultados. “As cooperativas estão passando por um processo de reestruturação e dinamizando, com o apoio da Codevasf, a comercialização da produção”, completa.
 
O engenheiro agrônomo, Zilton Alves, da Codevasf, em Juazeiro, fala que a proposta para a construção do plano de Ater para o Perímetro Irrigado Pedra Branca foi apoiada nos normativos da Codevasf, onde coloca a obrigatoriedade de inserir nos contratos a construção do plano de desenvolvimento para o perímetro de irrigação. “Nos planos anteriores, construídos para executar em um ano, encontrávamos problemas quando mudava a prestadora de serviços. A intenção é construir planos para dois anos e depois para quatro anos, evitando a descontinuidade de serviços”, finaliza.
 
O Perímetro Irrigado Pedra Branca foi implantado pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), em 1995, em virtude da construção da Usina Hidrelétrica Luiz Gonzaga (Itaparica), localizada no município de Petrolândia (PE). A cultura da banana é dominante no Perímetro, representando cerca de 75% da área cultivada.