Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Codevasf apoia artesãos na Feira dos Municípios Sergipanos
conteúdo

Notícias

Codevasf apoia artesãos na Feira dos Municípios Sergipanos

Com apoio da Codevasf, um grupo de artesãos do baixo São Francisco participou da primeira edição da Feira dos Municípios Sergipanos, realizada de 10 a 13 de dezembro no Centro de Convenções de Aracaju
publicado: 14/12/2009 13h18, última modificação: 20/06/2018 17h06

Com apoio da Codevasf, um grupo de artesãos do baixo São Francisco participou da primeira edição da Feira dos Municípios Sergipanos, realizada de 10 a 13 de dezembro no Centro de Convenções de Aracaju. Em seis estandes organizados pela empresa, foram expostos diversos artigos confeccionados com uso de palha, barro, madeira, pedra e outros materiais, além de produtos regionais à base de mel, leite e queijo de cabra. O objetivo do evento foi divulgar as características de cada município e mostrar as potencialidades de cada região.

O evento foi organizado pelas associações da região Centro Sul (Amurces); do Baixo São Francisco (Ambevsf); e do Vale do Cotinguiba (Ambarco). Diversos órgãos ligados ao desenvolvimento do estado, como Codevasf, Deso e Banco do Nordeste, participaram da feira.

A participação da Codevasf e dos artesão apoiados pela empresa deveu-se, em grande parte, ao sucesso do 9º Feirão de Artesanato e Produtos Regionais do Baixo São Francisco, organizado pela Companhia de 4 a 6 de dezembro, em Aracaju.

Para o superintendente regional da Codevasf em Aracaju, Antonio Viana Filho, esse tipo de ação tem uma grande importância na geração de emprego e renda. “O artesanato e os produtos regionais, além de ajudarem a movimentar a economia, valorizam e mantêm vivas as expressões e tradições culturais, promovem o correto aproveitamento das riquezas e recursos naturais. O estímulo à produção artesanal sustentável incentiva o espírito comunitário e associativista e possibilita a inclusão econômica e social, atenuando as desigualdades sociais, em sintonia com a missão da Codevasf”, conclui Viana Filho.