Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Casas populares em Gameleira
conteúdo

Notícias

Casas populares em Gameleira

a Codevasf assinou contrato de R$ 1,95 milhão para a construção de 110 casas populares com infra-estrutura urbana na localidade de Gameleira, município de Sítio do Mato (BA), beneficiando 110 famílias que vivem em situação de risco às margens do São Francisco
publicado: 04/12/2008 15h39, última modificação: 20/06/2018 17h03

Preocupado com o grande problema em que se encontram as famílias residentes à beira do São Francisco na comunidade de Gameleira, município de Sítio do Mato (BA), a Codevasf assinou hoje o contrato de R$ 1,95 milhão para a construção de 110 casas populares com infra-estrutura urbana naquela localidade.

Devido aos processos erosivos à beira do São Francisco, as 110 famílias residentes na região estão condenadas a perderem suas casas e correm permanentemente risco de vida o que provocou a necessidade da Codevasf em efetuar intervenções, principalmente a do cais de contenção daquela comunidade para evitar os efeitos danosos da erosão e da dinâmica hidráulica do rio.

Segundo o superintendente regional da Codevasf em Bom Jesus da Lapa, Calmito Fagundes, o momento é o mais adequado para a assinatura do contrato, tendo em vistas as constantes e preocupantes chuvas dos últimos dias na região, o que aumenta a vazão e o perigo de desabamentos nas barracas do São Francisco. O superintendente enfatizou na sua declaração a atenção e a dedicação com que a Codevasf está se dedicando ao caso.

O prazo para execução dos trabalhos é de 180 dias. O engenheiro responsável pela obra, Raul Queiroz, afirma que existe a possibilidade de finalizar os serviços antes do prazo estabelecido. Afirmou, ainda, que, na próxima semana, começa a mobilização e a contração de operários. Cerca de 70 funcionários trabalharão diretamente na obra.