Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Peixamento na festa de Bom Jesus dos Navegantes de Penedo
conteúdo

Notícias

Peixamento na festa de Bom Jesus dos Navegantes de Penedo

O rio São Francisco deverá receber cerca de um milhão de alevinos de espécies nativas durante a tradicional festa de Bom Jesus dos Navegantes de Penedo (AL).
publicado: 07/01/2010 10h02, última modificação: 20/06/2018 17h06

O rio São Francisco deverá receber cerca de um milhão de alevinos de espécies nativas durante a tradicional festa de Bom Jesus dos Navegantes de Penedo (AL). O peixamento será realizado no domingo (10) , pela Superintendência Regional da Codevasf em Alagoas.

De acordo com o superintendente regional da Codevasf em Alagoas, Antônio Nélson de Azevedo, já se tornou uma tradição a realização de peixamentos pela Codevasf no "Velho Chico" no domingo antes da procissão fluvial de Bom Jeseus dos Navegantes. "O repovoamento do São Francisco com espécies nativas já integra a programação oficial há anos. Começamos o ano trazendo vida ao rio. O resultado é o aumento da quantidade de pescado nos próximos meses, o que gera renda e segurança alimentar para as famílias que dependem da pesca", explicou.

Os alevinos inseridos no rio São Francisco são produzidos no Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura (5ª/CII), unidade da Codevasf situada no distrito de Itiúba, município de Porto Real do Colégio.

As ações de peixamento integram o Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e são realizados pela Codevasf no curso do rio São Francisco, em lagoas marginais, açudes públicos e comunitários com o objetivo de inclusão social do homem do campo. Essas ações são executadas a pedido do poder público ou de associações e cooperativas na região do vale do São Francisco alagoano, que é formada por quarenta e nove municípios, com uma população de mais de um milhão de habitantes em um território que corresponde a 53% do Estado.

A festa de Bom Jesus dos Navegantes em Penedo inicia hoje (07) e prossegue até o dia 10 na orla do Rio São Francisco. Na programação da mais tradicional festa religiosa do Baixo São Francisco estão previstas apresentações artísticas, culturais e religiosas, tendo a procissão terrestre e fluvial como ponto alto no encerramento.