Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2006 > Adutora Caatinguinha em Orocó (PE)
conteúdo

Notícias

Adutora Caatinguinha em Orocó (PE)

O superintendente regional da Codevasf, em Petrolina, Reginaldo Paes, inaugurou a adutora de Caatinguinha, no município de Orocó (PE). Essa implementação foi realizada pela Codevasf, por meio Programa Proágua Semi-Árido, desenvolvido pela Secretaria de Infra-Estrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional. A adutora de Caatinguinha, em Orocó, tem 11 quilômetros de extensão. A obra vai ampliar e melhorar a oferta de água, em quantidade e qualidade, para comunidade rural localizada ao longo da adutora, beneficiando 500 pessoas. Foram investidos R$ 140 mil, oriundos de emendas parlamentares.
publicado: 07/06/2006 17h25, última modificação: 20/06/2018 16h59

O superintendente regional da Codevasf, em Petrolina, Reginaldo Paes, inaugurou a adutora de Caatinguinha, no município de Orocó (PE). Essa implementação foi realizada pela Codevasf, por meio Programa Proágua Semi-Árido, desenvolvido pela Secretaria de Infra-Estrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional. A adutora de Caatinguinha, em Orocó, tem 11 quilômetros de extensão. A obra vai ampliar e melhorar a oferta de água, em quantidade e qualidade, para comunidade rural localizada ao longo da adutora, beneficiando 500 pessoas. Foram investidos R$ 140 mil, oriundos de emendas parlamentares.

O superintendente regional da Codevasf, Reginaldo Paes, falou que essa iniciativa é importante para levar a segurança hídrica às comunidades beneficiadas. “A água é um fator limitante no semi-árido e é de grande importância, inclusive, para a melhoria das condições de saúde das pessoas, para redução de internamentos hospitalares e da redução da mortalidade infantil”, ressaltou.

A Codevasf também desenvolveu ações que vão contribuir com a melhoria da qualidade do abastecimento da água dos 450 habitantes das comunidades de Fazenda Casa Nova, Santa Rosa I e II, Várzea Grande, Sítio Altinho, Sítio Liberato, Fazenda Quixabeira, Fazenda Pajeú e Fazenda Jatobazinho, localizadas em Orocó, onde foram perfurados e instalados poços tubulares com bombas acopladas ao cata-vento, construção de bebedouro em alvenaria revestida e fornecimento e instalação de reservatório em fibra de vidro com capacidade para armazenar 5.000 litros.