Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2005 > Expedição no São Francisco
conteúdo

Notícias

Expedição no São Francisco

Uma equipe expedicionária da Codevasf partiu de Bom Jesus da Lapa (BA), no dia 17, em direção à cidade de Xique-xique (BA), para fazer um reconhecimento da situação atual do Rio São Francisco e das ações de revitalização que têm sido implementadas pela Empresa na região. Em três dias, eles percorreram 347 quilômetros navegando pelo Velho Chico na embarcação Saldanha Marinha, da Marinha do Brasil. Nela, além da equipe composta pelo superintendente da Empresa em Bom Jesus da Lapa, Jonas Paulo, e assessores, estiveram presentes vereadores, representantes de sindicatos de trabalhadores rurais, representantes do Ibama, entre outras autoridades.
publicado: 20/10/2005 16h00, última modificação: 20/06/2018 16h56

Uma equipe expedicionária da Codevasf partiu de Bom Jesus da Lapa (BA), no dia 17, em direção à cidade de Xique-xique (BA), para fazer um reconhecimento da situação atual do Rio São Francisco e das ações de revitalização que têm sido implementadas pela Empresa na região. Em três dias, eles percorreram 347 quilômetros navegando pelo Velho Chico na embarcação Saldanha Marinha, da Marinha do Brasil. Nela, além da equipe composta pelo superintendente da Empresa em Bom Jesus da Lapa, Jonas Paulo, e assessores, estiveram presentes vereadores, representantes de sindicatos de trabalhadores rurais, representantes do Ibama, entre outras autoridades.

A viagem, intitulada “Expedição São Francisco”, incluiu atividades paralelas em terra firme, como palestras sobre projetos de revitalização e a exibição de filmes que têm o Velho Chico como cenário: Espelho D´Água, Narradores de Javé e Quilombos da Bahia.

Na primeira parada da expedição, em Ibotirama, o diretor da Área de Engenharia, Clementino Coelho, falou sobre a Hidrovia do São Francisco e sobre Sistema Multimodal de Transporte de Carga no Rio. O projeto tem a coordenação dos Ministérios do Meio Ambiente, Integração Nacional, Minas e Energia e dos Transportes, sob a responsabilidade da Codevasf. Segundo ele, a hidrovia terá um impacto gigantesco na geração de emprego e renda dos municípios, além de reduzir os custos do transporte de grãos e fertilizantes das regiões Oeste e Norte da Bahia.

Além das palestras e exibição de filmes, os tripulantes puderam entrar em contato com as belezas da fauna e da flora do São Francisco e com a força do povo ribeirinho que vive de sua riqueza. Uma equipe de filmagem também registrou cenas da região para a produção de um documentário que mostrará todas as etapas da expedição.