Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2005 > R$ 771 mil para reflorestar matas ciliares do São Francisco
conteúdo

Notícias

R$ 771 mil para reflorestar matas ciliares do São Francisco

O reflorestamento das matas ciliares do rio São Francisco nas margens dos municípios de Petrolina, Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista, em Pernambuco, será garantido com a assinatura do convênio entre a Codevasf e a Associação de Cooperação Agrícola do Estado de Pernambuco (ACAPE), entidade ligada ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). O evento acontecerá no dia 18, no auditório da Empresa, em Petrolina, às 10h.
publicado: 17/10/2005 13h20, última modificação: 20/06/2018 16h56

O reflorestamento das matas ciliares do rio São Francisco nas margens dos municípios de Petrolina, Lagoa Grande e Santa Maria da Boa Vista, em Pernambuco, será garantido com a assinatura do convênio entre a Codevasf e a Associação de Cooperação Agrícola do Estado de Pernambuco (ACAPE), entidade ligada ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). O evento acontecerá no dia 18, no auditório da Empresa, em Petrolina, às 10h.

O convênio, no valor de R$ 771 mil, faz parte do Programa Nacional de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco que é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente e Ministério da Integração e tem por objetivo a conservação e recuperação de matas ciliares do rio.

A superintendente Regional da Codevasf em Petrolina, Isabel Cristina de Oliveira, destacou que a recomposição das margens será feita com espécies da caatinga, cujas mudas serão produzidas no assentamento da ACAPE/MST. “O projeto inicial visa ao reflorestamento de 100 hectares da mata ciliar nestes três municípios”, completou Isabel Cristina.